[A BÍBLIA DO VBA NO ACCESS]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO ACCESS - CURSO COMPLETO

Páginas: 1164 | Autor: Júlio Battisti | 50% de Desconto e 21 Super Bônus

Você está em: PrincipalArtigosSQL Server 2005 › Capítulo 04 : 13
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››
« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »
SQL Server 2005 - CURSO COMPLETO
Autor: Júlio Battisti
Lição 061 - Capítulo 04 - MAIS ALGUMAS QUESTÕES TEÓRICAS SOBRE ÍNDICES

Vamos analisar os seguintes conceitos sobre índices: Index Keys e Index Uniqueness.

Index Keys: Chamamos de Index Key – chave do índice – a(s) coluna(s) utilizada(s) para definição do índice. A chave do índice (Index Key) é um valor que permite que o registro correspondente seja rapidamente localizado. Por exemplo, se definirmos um índice na coluna CódigoCliente, o valor 2356 é a chave para localizar o registro correspondente ao cliente cujo código é 2356. Normalmente os valores Index Key são passados para uma consulta através da utilização da cláusula WHERE. Para mais informações sobre a cláusula WHERE, consulte a introdução a linguagem SQL no Capítulo 1. Podemos ter Chaves de Índices simples ou compostas, dependendo do tipo de índice que foi definido.

Um índice simples é o que inclui apenas uma coluna de uma tabela. Esta coluna é que deve ser utilizada como parâmetro para a cláusula WHERE da consulta. Este tipo de índice é adequado para colunas que apresentam diferentes valores para diferentes registros, como por exemplo: CódigoCliente, CódigoFuncionário, NomeCliente, NomeFuncionário, não sendo indicado para colunas que apresentam pequenas variações nos seus valores. Por exemplo, suponhamos que você tenha um cadastro de 1.000.000 de clientes, sendo que estes pertencem somente a três estados: SP, RJ ou MG. Criar um índice simples na coluna Estado não será de grande valor como auxiliar no desempenho das consultas, uma vez que o valor desta coluna somente varia entre os valores SP, RJ ou MG.

Um índice composto é formado por duas ou mais colunas de uma tabela. Um índice composto pode ser acessado utilizando-se uma ou mais chaves que fazem parte do índice. No SQL Server 2005, um índice pode ser formado por, no máximo, 16 colunas, sendo que a soma dos tamanhos das colunas do índice não pode ultrapassar 900 bytes (estes já eram os valores limites no SQL Server 2000 e não foram alterados no SQL Server 2005). Esta limitação tem a ver com a questão de desempenho, pois de nada adiantaria criar índices muito grandes, pois dependendo do tamanho dos índices, estes podem até tornar as consultas mais lentas, ao invés de acelerá-las.

Quando construímos as consultas, não precisamos incluir todos os campos que formam o índice na cláusula WHERE da consulta. Porém não devemos esquecer que o índice somente será utilizado se a cláusula WHERE contiver pelo menos um dos campos que fazem parte do índice. Se a cláusula WHERE não contiver nenhum campo do índice, será utilizado um Table Scan, pois o índice em nada poderá ajudar a melhorar o desempenho da consulta, neste caso.

Index Uniqueness: No SQL Server 2005 podemos ter índices que são únicos ou não são. Em índices únicos não temos valores repetidos para a chave do índice. Um índice não-único permite valores repetidos para a chave, e será tanto mais efetivo quanto mais diferentes forem os valores que o formam.

Por exemplo, em uma tabela de cadastro de clientes, um índice para o campo CódigoCliente será único, já que não existem dois clientes com o mesmo código. Veja que quando definimos um campo como sendo uma Chave Primária, na verdade estamos criando um índice único para este campo, conforme descrito anteriormente.

Em uma tabela de pedidos, teríamos que criar um índice não-único no campo CódigoCliente. Uma vez que um cliente pode fazer mais do que um pedido, o campo CódigoCliente apresentará valores repetidos, isto é, o código de um determinado cliente irá se repetir tantos quantos forem os pedidos para este cliente. Com isso, os valores de chave para o índice não serão únicos e teremos um índice não-único.

Em termos de eficiência, um índice único é melhor do que índices não-únicos, uma vez que estes últimos exigem um número maior de operações de I/O de disco para localizar os dados solicitados.

Podemos ter uma combinação de índices quanto a serem simples ou compostos e a serem únicos ou não-únicos. Desta forma poderemos ter os seguintes tipos de índices:

  • Índice simples e único.
  • Índice simples e não-único.
  • Índice composto e simples.
  • Índice composto e não-único.

Agora que vimos um pouco de teoria sobre os índices, estamos preparados para aprender a criar índices no SQL Server 2005. Este é o assunto do próximo item.

« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »

Best Sellers de Excel do Julio Battisti

Todos com Vídeo Aulas, E-books e Planilhas de Bônus!

Aprenda com Júlio Battisti:
Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos - Passo a Passo

 Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 540 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 952 | Editora: Instituto Alpha

 

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1124 | Editora: Instituto Alpha

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1338 | Editora: Instituto Alpha

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

Todos os livros com dezenas de horas de vídeo aulas de bônus, preço especial (alguns com 50% de desconto). Aproveite. São poucas unidades de cada livro e por tempo limitado.

Dúvidas?

Utilize a área de comentários a seguir.

Me ajude a divulgar este conteúdo gratuito!

Use a área de comentários a seguir, diga o que achou desta lição, o que está achando do curso.
Compartilhe no Facebook, no Google+, Twitter e Pinterest.

Indique para seus amigos. Quanto mais comentários forem feitos, mais lições serão publicadas.

Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Novidades e E-books grátis

Fique por dentro das novidades, lançamento de livros, cursos, e-books e vídeo-aulas, e receba ofertas de e-books e vídeo-aulas gratuitas para download.



Institucional

  • Quem somos
  • Garantia de Entrega
  • Formas de Pagamento
  • Contato
  • O Autor
  • Endereço

  • Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda
  • CNPJ: 08.916.484/0001-25
  • Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 Universitário
  • Santa Cruz do Sul/RS
  • CEP 96816-208
  • Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2017 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI