[A BÍBLIA DO VBA NO ACCESS]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO ACCESS - CURSO COMPLETO

Páginas: 1164 | Autor: Júlio Battisti | 50% de Desconto e 21 Super Bônus

Você está em: PrincipalArtigosWindows 7 › Capítulo 12 : 06
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››
« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »
WINDOWS 7 - CURSO COMPLETO - 2400 páginas
Autor: Júlio Battisti


Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory - Curso Completo, 2100 Páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!

Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory

Curso Completo, 2100 páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!


Lição 282 - Capítulo 12 - Backup - Introdução e Conceitos

Fazer o “Backup” significa fazer uma ou mais cópias de segurança dos arquivos e pastas do seu disco rígido ou também do Windows e das configurações do Windows. Muitos usuários e até mesmo pequenas empresas simplesmente ignoram a necessidade de implementar uma política de Backup. Muitas vezes os usuários só se dão conta do problema quando é tarde demais, ou seja, quando houve uma perda de dados importante, a qual causa prejuízos irrecuperáveis. É o usuário que perdeu os documentos do Word e figuras da sua tese de mestrado, é a vídeo-locadora que perdeu os dados de anos de locações, é o dentista que perdeu as informações sobre as fichas dos pacientes, sobre quais pacientes deviam e assim por diante. Em resumo: grandes dores de cabeça e prejuízos. Fazer cópia de segurança é uma necessidade real, não temos como fugir deste fato. Além disso o custo é insignificante, isto mesmo: insignificante se compararmos com os prejuízos que podem ser causados pela perda de dados.

 

Nota: Neste tópico utilizarei a palavra Backup como sinônimo de Cópia de segurança, por ser este termo já conhecido e consagrado.

Veremos alguns detalhes sobre os tipos de backup existentes e sobre estratégias de backup que devem ser implementadas. Também darei algumas sugestões sobre os dispositivos de backup que você pode utilizar caso seja um usuário doméstico ou dono de uma pequena empresa e não tenha dinheiro para gastar com um sistema de backup mais sofisticado.

Definindo o Tipo de Backup a ser Utilizado:

Dependendo da quantidade de dados e do tempo disponível, podemos utilizar diferentes estratégias de backup. As estratégias de backup são baseadas em um ou mais tipos de backup. Podemos ter estratégias bastante simples, baseadas na cópia completa de todos os arquivos, até estratégias mais sofisticadas, baseadas na combinação entre diferentes tipos de backup. Vamos inicialmente apresentar os diferentes tipos de backup existentes. Nem todos os tipos estão disponíveis no Windows 7. Os tipos mais complexos somente estão disponíveis em versões do Windows para servidores, tais como o Windows Server 2003 ou Windows Server 2008.

No Windows 7 temos somente o backup Normal, onde é feita a cópia das pastas selecionadas e de todo o seu conteúdo. Já com as versões de servidor do Windows, tais como o Windows 2000 Server, Windows Server 2003 ou Windows Server 2008, estão disponíveis todos os tipos de Backup, descritos neste tópico.

Embora nem todos os tipos de backup estejam disponíveis no Windows 7, eu resolvi apresentá-los neste tópico, para que você tenha conhecimento sobre os diferentes tipos de Backup disponíveis nas versões de Servidor do Windows e possa utilizá-los, caso venha a administrar uma rede baseada em uma destas versões.

Tipos de Backup:

  • Normal: Com este tipo de backup todos os arquivos são copiados, toda vez que o backup for efetuado, independentemente de os arquivos terem sido alterados ou não. O arquivo é marcado como tendo sido feito o backup, ou seja, o atributo de arquivamento é desmarcado. A principal vantagem é a facilidade para fazer a restauração dos arquivos, quando necessário. Com o backup do tipo normal, precisamos apenas do último backup normal, para restaurar os arquivos. A desvantagem é o tamanho do backup e o tempo para execução deste, uma vez que a cada execução do backup, todos os arquivos e pastas serão copiados.  O backup normal geralmente é executado quando você cria um conjunto de backup pela primeira vez. Nos backups subseqüentes utilizamos outros tipos de backup, conforme descreveremos a seguir. É o único tipo disponível no Windows 7.
  • Cópia: Backup que copia todos os arquivos selecionados, mas não marca cada arquivo como tendo sofrido backup (em outras palavras, o atributo de arquivamento não é desmarcado). É idêntico ao backup Normal, com a diferença de que os arquivos não são marcados como tendo sido copiados. A cópia é útil caso você queira fazer backup de arquivos entre os backups normal e incremental, pois ela não afeta essas outras operações de backup ou quando precisamos fazer uma cópia extra dos dados para enviar para uma filial da empresa ou para manter a cópia armazenada em um local seguro. Este tipo só esta disponível no Windows 2000 Server, Windows Server 2003 ou Windows Server 2008.
  • Incremental: Este tipo de backup copia somente os arquivos criados ou alterados desde o último backup normal ou desde o último backup incremental. Os arquivos que fizerem parte do backup são marcados (ou seja, o atributo de arquivamento é desmarcado). Se você utilizar uma combinação de backups normais ou incrementais para restaurar os seus dados, será preciso ter o último backup normal e todos os conjuntos de backups incrementais e restaurá-los na seqüência correta, ou seja, na mesma ordem em que foram criados. A grande vantagem do backup incremental é que ele reduz o tempo necessário para a execução do backup, pois somente é feita a cópia dos arquivos que foram criados ou modificados desde o último backup normal ou incremental. A grande desvantagem é que para fazer a restauração é necessário o backup normal e todos os backups incrementais subseqüentes. Os backups incrementais devem ser restaurados na seqüência cronológica em que foram criados. Além disso, se um dos backups incrementais apresentar problemas, não será possível restaurar os dados até o ponto do último backup incremental. Este tipo só esta disponível no Windows 2000 Server, Windows Server 2003 e Windows Server 2008.
  • Diferencial: Este tipo de backup faz a cópia de todos os arquivos criados ou alterados desde o último backup normal ou incremental. Os arquivos que sofreram backup não são marcados como tal (ou seja, o atributo de arquivamento não é desmarcado). Com isso cada backup diferencial copia todos os arquivos que foram modificados desde o último backup normal (ou incremental, caso algum tenha sido feito). Se você for executar uma combinação de backups normal e diferencial, a restauração de arquivos e pastas exigirá que você tenha o último backup normal e o último backup diferencial. A restauração é mais rápida do que quando são usados backups incrementais, pois somente é necessário o último backup diferencial, porém cada backup diferencial passa a ser maior, pois contém a cópia de todos os arquivos criados ou modificados desde o último backup normal ou incremental. Este tipo só esta disponível no Windows 2000 Server, Windows Server 2003 ou no Windows Server 2008.
  • Diário: Este tipo de backup copia todos os arquivos selecionados que forem alterados no dia de execução do backup diário. Os arquivos que sofreram backup não são marcados como tal (ou seja, o atributo de arquivamento não é desmarcado). Não é um tipo muito utilizado. Pode ser utilizado em conjunto com backups dos tipos normal e incremental. Este tipo só esta disponível no Windows 2000 Server, Windows Server 2003 ou no Windows Server 2008.

O tipo ou tipos de backup que estão sendo utilizados definem as estratégias de restauração (restore) que serão utilizadas, em caso de perda dos dados originais. A estratégia a ser utilizada depende do volume de dados e do valor dos dados a serem protegidos. Por exemplo, para um usuário doméstico que não tem um grande volume de dados, pode ser suficiente uma estratégia de backup normal todos os dias ou até mesmo uma vez por semana (a como seria bom se todos fizessem, pelo menos, um Backup por semana. Quanta perda de trabalho e tempo teria sido evitada).

Porém temos que estar atentos a alguns detalhes importantes. Por exemplo, não adianta você fazer o backup dos arquivos, no mesmo disco rígido onde estão gravados os arquivos originais. Neste caso, se o disco rígido “pifar”, ou seja, tiver problemas físicos, você perderá os arquivos e também o backup. Para usuários domésticos e pequenas empresas, os quais não têm grandes volumes de dados, a utilização de um segundo disco rígido, no qual serão feitas as cópias de backup, pode ser uma estratégia eficiente. A possibilidade de os dois discos rígidos apresentarem problemas ao mesmo tempo é muito pequena.

Já para empresas maiores, o ideal é a utilização de drives de fita como por exemplo do tipo DLT4 de 40 ou 80 GB. Existem também opções mais sofisticadas, com drives para fitas de maior velocidade e maior capacidade, algumas chegando na casa dos TB (1024 GB) de capacidade, para drivers que tem suporte à compactação por hardware. Além disso, após feito o backup, as fitas devem ser armazenadas em local separado da sala dos servidores. Se armazenarmos as fitas, na mesma sala onde estão os servidores de dados, corremos o risco de perder os dados e também o backup, em caso de incêndio, inundação, roubo ou outro desastre. Claro que uma estratégia deste tipo requer investimentos consideráveis, mas com certeza são investimentos plenamente justificados pela importância dos dados e das informações para a empresa.

Outro detalhe importante é que as cópias de segurança devem ser sempre testadas. Após fazer o backup, você deve fazer um teste de restauração para verificar se a cópia de backup realmente foi feita com sucesso. Nada pior do que descobrir, na hora do restore, que o backup não foi feito adequadamente. Existe até um piada bastante conhecida entre os administradores de rede e de bancos de dados: “O backup sempre funciona, o que não funciona, às vezes, é o restore”. Ou seja, o objetivo não é o sucesso do backup e sim que, quando necessário, possamos fazer o restore dos dados a partir do backup. Para garantir que isto seja possível, é preciso que tenhamos uma política e uma metodologia para testes periódicos do backup.


Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory - Curso Completo, 2100 Páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!

Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory

Curso Completo, 2100 páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!


« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »

Livros Que O Júlio Battisti Indica:

Todos com excelentes bônus e pode parcelar no cartão!

Windows Server 2012 R2 e Active Directory

 Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 2100 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Universidade Redes

Curso Online: Universidade de Redes

 

Autor: André Stato | Carga horária: 170h

 

Curso Online: Universidade de Redes

A Bíblia do Excel

 Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1338 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Macros e VBA no Access 2010

 Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1164 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Macros e VBA no Excel 2010

 Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1124 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Universidade Java

 Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Neri Zeritzke | Duração: 250h | Aulas: 1922

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Todos os livros com dezenas de horas de vídeo aulas de bônus, preço especial (alguns com 50% de desconto). Aproveite. São poucas unidades de cada livro e por tempo limitado.

Dúvidas?

Utilize a área de comentários a seguir.

Me ajude a divulgar este conteúdo gratuito!

Use a área de comentários a seguir, diga o que achou desta lição, o que está achando do curso.
Compartilhe no Facebook, no Google+, Twitter e Pinterest.

Indique para seus amigos. Quanto mais comentários forem feitos, mais lições serão publicadas.

Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Novidades e E-books grátis

Fique por dentro das novidades, lançamento de livros, cursos, e-books e vídeo-aulas, e receba ofertas de e-books e vídeo-aulas gratuitas para download.



Institucional

  • Quem somos
  • Garantia de Entrega
  • Formas de Pagamento
  • Contato
  • O Autor
  • Endereço

  • Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda
  • CNPJ: 08.916.484/0001-25
  • Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 Universitário
  • Santa Cruz do Sul/RS
  • CEP 96816-208
  • Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2017 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI