[A BÍBLIA DO VBA NO ACCESS]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO ACCESS - CURSO COMPLETO

Páginas: 1164 | Autor: Júlio Battisti | 50% de Desconto e 21 Super Bônus

Você está em: PrincipalArtigosWindows 7 › Capítulo 13 : 07
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››
« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »
WINDOWS 7 - CURSO COMPLETO - 2400 páginas
Autor: Júlio Battisti


Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory - Curso Completo, 2100 Páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!

Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory

Curso Completo, 2100 páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!


Lição 293 - Capítulo 13 - Configurando opções do serviço HTTP

Após ter criado um diretório virtual, quer seja de HTTP ou de FTP, você pode configurar uma série de opções para este diretório. As configurações podem ser configuradas para o servidor como um todo; neste caso as configurações serão válidas para todos os diretórios virtuais do servidor. As configurações também podem ser feitas em cada diretório virtual individualmente. No caso de conflito entre as configurações do servidor e as configurações de um diretório virtual, prevalecem as configurações do nível mais inferior, ou seja, do diretório virtual. Também é possível definir configurações individuais para pastas e sub-pastas de um diretório virtual, quer seja do servidor de páginas (HTTP), quer seja do servidor de arquivos (FTP).

Nota: As configurações que veremos neste item são feitas através do console Gerenciador do Serviços de Informações da Internet (IIS). Este console é acessado através da opção Ferramentas administrativas, do Painel de Controle.

Vamos ver alguns exemplos de configurações do IIS.

Exemplo Prático: Configurando opções do servidor de páginas – Servidor Web Padrão. Para configurar as opções básicas do Servidor Web Padrão, siga os passos indicados a seguir:

1.         Faça o logon como Administrador ou com uma conta do tipo Administrador do computador.

2.         Abra o console Gerenciador do Serviços de Informações da Internet (IIS), o qual é acessado através da opção Ferramentas Administrativas, do Painel de Controle.

3.         Clique no setinha para a direita, ao lado do nome do computador para exibir as opções disponíveis. Observe que são exibidas as opções Sites da Web e Sites FTP (talvez a opção Sites FTP ainda não seja exibida. Veremos como configurar esta opção, mais adiante).

Nota: Dependendo dos componentes do IIS que você instalou, outras opções poderão ser exibidas no console de gerenciamento e administração do IIS.

4.         Clique na setinha para a direita ao lado da opção Sites, para exibir os sites disponíveis. Por padrão é possível “hospedar” mais de um site, com endereços diferentes, em um mesmo servidor IIS. Para maiores detalhes sobre a hospedagem de vários sites em um único servidor, consulte a documentação do produto. Observe que é exibida a opção Default Web Site. Este é o site criado, automaticamente, durante a instalação do IIS.

5.         Clique na setinha para a direita, ao lado de Default Web Site. Serão exibidos os diretórios virtuais criados durante a instalação, mais o diretório exemplos, criado no exercício anterior.

6.         As configurações com o IIS 7.0 são feitas de maneira diferente do que eram feitas com o IIS 6.0 e as versões anteriores. Com as versões anteriores ao IIS 7.0, para configurar as propriedades de um item, tal como um site ou um diretório virtual, você clicava com o botão direito do mouse no item a ser configurado e, no menu de opções que era exibida, você clicava em Propriedades. Era exibida a janela de propriedades do respectivo item, com uma série de guias, nas quais eram configuradas todas as opções disponíveis. Com o IIS 7.0, você seleciona um item, no painel da esquerda e, no painel central, são exibidos vários ícones, para as configurações do item selecionado no painel da esquerda. Para que sejam exibidos os ícones de configurações, você tem que clicar na Guia Exibição de Recursos, na parte de baixo do painel central. Os ícones de configuração podem ser exibidos categorizados por Área ou Categoria ou sem categorização, conforme já descrito anteriormente. Para os exemplos práticos deste capítulo, vamos usar a visualização por área, a qual é a visualização padrão.

Nota: Conforme descrito anteriormente podemos definir configurações diretamente no Default Web Site, configurações estas que serão válidas para todos os diretórios virtuais do site. Também podemos definir configurações personalizadas em um determinado diretório virtual. Neste caso valerão as configurações definidas ao nível do diretório virtual.

7.         Vamos começar configurando algumas propriedades do Default Web Site. No painel da esquerda, clique em Default Web Site, para selecioná-lo. Na parte de baixo do painel central, clique na Guia Exibição de Recursos e selecione a opção Área, na lista Agrupar por, na parte de cima da área central do painel. No painel central serão exibidas as diversas opções de configuração disponíveis para o Default Web Site, conforme indicado na Figura 13.19:

Curso Completo de Windows 7 - Júlio Battisti

 

Figura 13.19 – As opções de configuração do Default Web Site.

A seguir vamos passar a descrever as opções de configurações disponíveis.

8.         Dê um clique duplo na opção ASP, dentro da categoria IIS. As opções de configurações disponíveis, serão exibidas no painel central. Dentre as propriedades disponíveis, a principal delas é Linguagem de Script a qual, por padrão, é selecionada como VBScript. As demais propriedades são propriedades que afetam a execução de aplicações ASP, os tempos limites de execução e outros fatores técnicos, relacionados com a programação ASP e estão fora do escopo deste livro. Após ter feito as configurações desejadas, clique no link Aplicar, no painel Ações.

9.         No painel da esquerda, dê um clique duplo em Default Web Site, para voltar a exibir as opções disponíveis.

10.       Dê um clique duplo na opção Autenticação, dentro da categoria IIS. Serão exibidas as diferentes opções de autenticação disponíveis. Observe que, por padrão, somente está habilitada a Autenticação Anônima. Para habilitar uma forma de autenticação que esteja desabilitada, clique com o botão direito do mouse na respectiva forma de autenticação e, no menu de opções que é exibido, clique em Habilitar. Para desabilitar uma forma de autenticação que esteja habilitada, clique com o botão direito do mouse na respectiva forma de autenticação e, no menu de opções que é exibido, clique em Desabilitar. Algumas formas de autenticação tem configurações adicionais. Para acessar as opções de configuração de uma das formas de autenticação, clique na respectiva forma de autenticação e, no menu de opções que é exibido, clique em Editar. Mais adiante irei apresentar informações detalhadas, sobre as diferentes formas de autenticação. Após ter feito as configurações desejadas, clique no link Aplicar, no painel Ações.

11.       No painel da esquerda, dê um clique duplo em Default Web Site, para voltar a exibir as opções disponíveis.

12.       Dê um clique duplo na opção CGI, dentro da categoria IIS. Serão exibidas as opções de configurações para a execução de antigas aplicações, ainda baseadas no padrão CGI, já comentado anteriormente. Estão disponíveis opções de tempo máximo de espera, se é para usar um novo console e a opção Personificar Usuário, a qual especifica se um processo CGI é ou não criado no contexto do sistema ou no contexto do usuário da solicitação. O valor padrão é True.  Após ter feito as configurações desejadas, clique no link Aplicar, no painel Ações.

Dica: Se você quiser uma descrição completa sobre uma determinada propriedade, basta clicar no campo com o valor da propriedade e depois pressionar a Tecla F1. Será exibida uma tela de ajuda, com explicações detalhadas, sobre cada uma das propriedades da janela atual.

13.       No painel da esquerda, dê um clique duplo em Default Web Site, para voltar a exibir as opções disponíveis.

14.       Dê um clique duplo na opção Configurações de SSL, dentro da categoria IIS. Serão exibidas as configurações sobre o uso ou não do protocolo SSL, o qual é utilizado para a criação de sites seguros, que usam o protocolo HTTPS, tais como sites para compras por cartão de crédito, onde existe a necessidade de criptografia de todas as informações enviadas para o site, por questões de segurança. Para habilitar o SSL você deve marcar a opção Exigir SSL. Ao habilitar esta opção, você poderá, se necessário, marcar a opção Exigir SSL de 128 Bits, se necessitar de um padrão de criptografia mais forte. Um dado importante é que você pode habilitar o SSL no Default Web Site, o que irá habilitá-lo em todos os diretórios virtuais do site. Ou você pode habilitar o SSL somente em áreas específicas do site. Por exemplo, você pode colocar todos os formulários de compra do seu site em um único diretório virtual e habilitar o SSL somente neste diretório, deixando as demais áreas do site, sem o uso do SSL. Nesta janela você também tem opção de configurar o que deve ser feito em relação ao Certificado Digital do cliente, se deve ser Ignorado, Aceito ou Exigido. Após ter feito as configurações desejadas, clique no link Aplicar, no painel Ações.

15.       No painel da esquerda, dê um clique duplo em Default Web Site, para voltar a exibir as opções disponíveis.

16.       Dê um clique duplo na opção Documento Padrão, dentro da categoria IIS. Caso um usuário acesse o site ou o aplicativo Web sem especificar o nome de um documento (por exemplo, usando http://www.juliobattisti.com.br/ e não http://www.juliobattisti.com.br/default.asp), você pode configurar o IIS para fornecer um documento padrão como, por exemplo, Default.asp, Index.asp, Index.html, etc. Quando os documentos padrão estão desabilitados, os navegadores de cliente recebem um erro 404—Arquivo não encontrado porque o servidor Web não consegue determinar o arquivo a ser fornecido. É sempre recomendado que você configure um ou mais documentos padrão, os quais serão carregados quando um endereço for informado. Além de um ou mais documentos padrão para o Default Web Site, você pode configurar um ou mais documentos padrão para cada diretório virtual do site e também para sub-pastas, dentro de um diretório virtual. Por exemplo, quando você acessa http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais, é carregado o documento padrão default.asp. É o equivalente a ter digitado http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais/default.asp Se eu não tivesse definido o Default.asp como o documento padrão do diretório virtual tutoriais, do meu site, quando o usuário digitasse apenas http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais, seria retornado um erro 404, dizendo que a página não foi encontrada. O uso de documentos padrão é sempre recomendado, para simplificar os endereços e evitar erros deste tipo. Nesta tela você pode definir um ou mais documentos padrão. Para definir mais de um documento padrão separe-os por vírgula, como por exemplo: Default.htm, Default.asp, index.htm, index.html, iisstart.htm, default.aspx. Após ter feito as configurações desejadas, clique no link Aplicar, no painel Ações.

17.       No painel da esquerda, dê um clique duplo em Default Web Site, para voltar a exibir as opções disponíveis.

18.       As opções Filtros ISAPI, Mapeamentos de Manipulador e Módulos, são utilizadas por programadores, para configurar DLLs e outros módulos utilizados pelo IIS e pelas aplicações Web que rodam no IIS. Dê um clique duplo na opção Páginas de Erro, dentro da categoria IIS. Nesta janela você pode associar páginas com mensagens de erro personalizadas para cada tipo de erro. Por exemplo, o erro mais tradicional é o erro 404, o qual indica que a página solicitada não foi encontrada. Quando este erro ocorre é exibida uma mensagem de erro padrão. Você pode criar uma página HTML mais elaborada e configurar esta página para ser exibida quando o erro 404 ocorrer. A página pode conter um link para o usuário voltar ao site principal e um e-mail para que o usuário informe ao Administrador do site sobre o problema ocorrido. Para uma descrição completa dos diferentes tipos de erros do IIS, consulte a documentação do IIS. Para configurar as opções associadas com um determinado tipo de erro, clique com o botão direito do mouse, no erro a ser configurado. No menu de opções que é exibido, clique em Editar. Será exibida a janela Editar Página de Erro Personalizado, na qual você pode definir uma página personalizada ou uma URL de redirecionamento, associada ao Erro. Esta janela está indicada na Figura 13.20.

19.       Após ter definido as configurações desejadas, clique em OK. Você estará de volta a janela com a lista de erros. Nesta página tem uma opção adicional que afeta a maneira como as mensagens de erro são exibidas. No painel Ações, clique no link Editar Configurações de Recurso... Será exibida a janela Editar Configurações de Páginas de Erro, indicada na Figura 13.21.

 

Curso Completo de Windows 7 - Júlio Battisti

 

Figura 13.20 – Definindo uma página personalizada, associada com o erro 404.

Curso Completo de Windows 7 - Júlio Battisti

 

Figura 13.21 – Configurações de Páginas de Erro.

No grupo Respostas de Erro você tem as seguintes opções:

  • Páginas de erro personalizado: Marcar a opção exibe mensagens de erro personalizadas para solicitações locais e solicitações feitas em outros computadores.
  • Erros detalhados: Marcar a opção exibe mensagens de erro detalhadas para solicitações locais e solicitações feitas em outros computadores. Exibir mensagens de erro detalhadas para solicitações feitas em outros computadores pode exibir informações sigilosas do servidor ao cliente. Em termos de segurança, esta não é uma boa opção. Eu somente recomendo usar esta opção em um computador interno, onde você está desenvolvendo uma aplicação Web. Neste caso, as mensagens de erro detalhadas podem ser úteis, para ajudar a detectar e corrigir erros na aplicação. Depois da aplicação pronta, no computador onde ela vai ser acessada por outros usuários, o administrador não deve habilitar esta opção.
  • Erros detalhados para solicitações locais e páginas de erro personalizadas para solicitações remotas: Esta opção especifica que os erros só são exibidos para clientes remotos e que as mensagens de erro detalhadas só são exibidas para o host local. Esta é a opção selecionada por padrão.

20.       Após ter definido as configurações desejadas, clique em OK. Você estará de volta a janela com a lista de erros.

21.       No painel da esquerda, dê um clique duplo em Default Web Site, para voltar a exibir as opções disponíveis.

22.       Dê um clique duplo na opção Pesquisa no Diretório, dentro da categoria IIS. Por padrão, o recurso de Pesquisa no Diretório é desabilitado. Quando você acessa um endereço, como http://microxp01/exemplos, se houver um documento definido como documento padrão (conforme vimos anteriormente), será carregado o documento padrão. Se não houver um documento definido como documento padrão e o recurso de Pesquisa no Diretório estiver desabilitado, será exibida uma mensagem de erro 404, ou seja, Página não encontrada. Se não houver um documento padrão e o recurso de Pesquisa no Diretório estiver habilitado, será exibida uma listagem do conteúdo do diretório virtual, conforme exemplo da Figura 13.22, onde habilitei este recurso no diretório Virtual Exemplos (dentro do qual também coloquei alguns arquivos html e .jpg). Nesta janela você também pode definir quais informações serão exibidas, para cada arquivo, quando o recurso de Pesquisa no Diretório estiver habilitado. Por padrão são habilitadas as opções Hora, Tamanho, Extensão e Data. Você também pode marcar a opção Data por Extenso. Para habilitar o recurso, basta clicar no link Habilitar, no painel Ações. Uma vez habilitado o recurso, você pode marcar quais informações deverão ser exibidas para cada arquivo. Depois de fazer as alterações desejadas, clique no link Aplicar, no menu ações. Se você quiser desabilitar o recurso, basta clicar no link Desabilitar, no painel Ações. Este recurso, por questões de segurança, deve ser sempre desabilitado para sites e diretórios que serão acessados pela rede. Este é um recurso útil para o desenvolvedor, durante o processo de desenvolvimento das páginas e aplicações Web.

23.       No painel da esquerda dê um clique duplo em Default Web Site, para voltar a exibir as opções disponíveis.

 

Curso Completo de Windows 7 - Júlio Battisti

 

Figura 13.22 – Diretório Virtual com o recurso de Pesquisa no Diretório, habilitado.

24.       Dê um clique duplo na opção Regras de Rastreamento, dentro da categoria IIS. Nesta janela você pode definir se deve ser mantido ou não um log de acesso aos recursos do IIS. Existem vários formatos diferentes de log. Por padrão é utilizado o formato do arquivo de log estendido do W3C. É recomendado que você mantenha este formato, pois este é um formato padrão que pode ser lido por muitos dos programas geradores de estatísticas de acesso, com base nos logs de acesso. Por padrão o log está desativado. Para ativar o log, clique no link Editar Rastreamento do Site..., no painel Ações. Será exibida a janela indicada na figura 13.23. Para habilitar o log do IIS, marque a opção Habilitar. Nesta janela você também pode definir o local onde serão gravados os arquivos de log, que por padrão é %SystemDrive%\inetpub\logs\FailedReqLogFiles, onde %SystemDrive%\ é o volume onde o Windows 7 está instalado, normalmente o C: A opção Número máximo de arquivos de rastreamento, define o número máximo dos arquivos de log de rastreamento de solicitações sem êxito a serem mantidos para o site. Se não for inserido nenhum valor, o número máximo padrão dos arquivos de log a serem armazenados é de 50. Defina as opções desejadas e clique em OK para aplicá-las. Você estará de volta à janela de configurações do Log.

Curso Completo de Windows 7 - Júlio Battisti

 

Figura 13.23 – Habilitando os logs de acesso do site.

25.       No painel da esquerda, dê um clique duplo em Default Web Site, para voltar a exibir as opções disponíveis.

26.       Dê um clique duplo na opção Tipos de Mime, dentro da categoria IIS. Diversos tipos de conteúdo podem ser acessados via Internet: arquivos .html, arquivos de texto, figuras nos mais variados formatos (.jpg, .gif, .png, etc), arquivos de som e vídeo, animações, etc. A cada tipo de arquivo/conteúdo é associado um myme/type (ou como preferem os tradutores Tipo de Mime). O myme/type informa ao Navegador qual o formato de determinado arquivo, para que o Navegador encaminho o arquivo para o processamento adequado. Por exemplo, se o navegador detecta que um arquivo é uma animação do Flash, o navegador irá ativar o Plug-in do Flash para carregar a animação. Caso o Plug-in do Flash não esteja instalado, poderá ser feito o download e instalação automaticamente do Plug-in, desde que o Navegador esteja configurado para isso. O tipo associado com cada conteúdo é muito importante, por questões de segurança. Por exemplo, arquivos executáveis, tais como .exe, .com, .dll e outros, devem ser carregados sob condições de segurança bem mais severas do que arquivos de texto ou páginas HTML. O que informa o navegador sobre o conteúdo de cada arquivo é a extensão myme/type associada com cada extensão de arquivo. Nesta janela são exibidas todas as extensões aceitas pelo IIS. Você pode ver mais detalhes sobre uma determinada extensão, clicando com o botão direito na respectiva extensão e, no menu que é exibido, clicando em Editar. Será exibida uma janela com a extensão do arquivo e o respectivo tipo associado. Para fechar esta janela é só clicar em OK. Se, por ventura, houver uma associação incorreta, você poderá excluí-la. Para isso, basta clicar com o botão direito do mouse na respectiva associação e, no menu de opções que é exibido, clicar em Excluir.

Nota: A opção Regras de autorização será vista em um tópico específico, mais adiante.

27.       Sobre as configurações de um site Web do IIS era isso. Você pôde observar que a interface de administração do IIS 7.0 é bem diferente do que a interface de administração das versões anteriores.

Na próxima lição vamos ver um exemplo das configurações de um site FTP com o IIS 7.0.


Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory - Curso Completo, 2100 Páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!

Promoção: Livro Windows Server 2012 R2 e Active Directory

Curso Completo, 2100 páginas. Tudo para você se tornar um administrador de redes altamente qualificado para o mercado de trabalho e levar a sua carreira para o próximo nível!


« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »

Livros Que O Júlio Battisti Indica:

Todos com excelentes bônus e pode parcelar no cartão!

Windows Server 2012 R2 e Active Directory

 Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 2100 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Universidade Redes

Curso Online: Universidade de Redes

 

Autor: André Stato | Carga horária: 170h

 

Curso Online: Universidade de Redes

A Bíblia do Excel

 Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1338 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Macros e VBA no Access 2010

 Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1164 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Macros e VBA no Excel 2010

 Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1124 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Universidade Java

 Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Neri Zeritzke | Duração: 250h | Aulas: 1922

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Access 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Todos os livros com dezenas de horas de vídeo aulas de bônus, preço especial (alguns com 50% de desconto). Aproveite. São poucas unidades de cada livro e por tempo limitado.

Dúvidas?

Utilize a área de comentários a seguir.

Me ajude a divulgar este conteúdo gratuito!

Use a área de comentários a seguir, diga o que achou desta lição, o que está achando do curso.
Compartilhe no Facebook, no Google+, Twitter e Pinterest.

Indique para seus amigos. Quanto mais comentários forem feitos, mais lições serão publicadas.

Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Novidades e E-books grátis

Fique por dentro das novidades, lançamento de livros, cursos, e-books e vídeo-aulas, e receba ofertas de e-books e vídeo-aulas gratuitas para download.



Institucional

  • Quem somos
  • Garantia de Entrega
  • Formas de Pagamento
  • Contato
  • O Autor
  • Endereço

  • Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda
  • CNPJ: 08.916.484/0001-25
  • Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 Universitário
  • Santa Cruz do Sul/RS
  • CEP 96816-208
  • Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2017 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI