VOCÊ TEM SONHOS? APRENDA A USAR O FACEBOOK PARA ALGO ÚTIL - CLIQUE AQUI!
Você está em: PrincipalTutoriaisArlindojunior : Geografia015
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Conheça o Júlio Battisti

Julio Battisti - Autor de mais de 25 livros de informática Júlio Battisti tem mais de 36 livros publicados, dezenas de e-books e é certificado Microsoft.

Ganhe o a Seguir

 grátis Windows 7 Básico

476h



Windows Server 2008 - Inscreva-se já!

Curta Nossa Fanpage

Loja Virtual do Site

Livros do Julio Battisti

FILTRO DE TUTORIAIS:




GEOGRAFIA

 

ALEMANHA: Crescimento de uma potência

 

Resumo: neste tutorial será mostrado como a Alemanha, apesar de passar por duas guerras mundiais, conseguiu superar outros países e se tornar hoje uma potência, e como a guerra também contribui para o crescimento.

 

A Alemanha apesar de hoje ter a terceira maior economia do mundo, se industrializou depois do Reino Unido e da França. Foi somente em 1870 que a Alemanha teve sua arrancada industrial. Esse atraso ocorreu por fatores geopolíticos, visto que até 1871, a Alemanha era dividida em 39 unidades políticas.

 

O Segundo Reich alemão, surgiu após vitórias importantes contra a Dinamarca, a Áustria, e na guerra Franco-prussiana. Assim, começou a surgir a Alemanha como Estado unificado, tanto política como territorialmente.

 

Início da industrialização

 

O processo de industrialização alemão foi rápido. Em fins do século XIX, a Alemanha já havia ultrapassado o Reino Unido e a França, e junto com os Estados Unidos, liderou os avanços para a Segunda Revolução Industrial. Esse crescimento foi muito rápido, mas por quê? Porque com a unificação político-territorial em 1871, a Alemanha se tornou não só um único Estado, como também um único mercado. Ou seja, houve também uma unificação econômica. As possibilidades de se acumular capitais aumentou com a instituição de uma moeda única, com a constituição de um grande mercado interno e a padronização das leis.

 

Devido à facilidade de transportes, e a disponibilidade de jazidas de carvão mineral, se concentrou indústrias quase na fronteira com os Países Baixos, aonde os rios Ruhr e Reno se encontram. Nessa região, que antes era rota de comércio ligando o norte da Itália a Flandres, os banqueiros concentraram capitais, e passaram a investir cada vez mais na indústria.

 

Aos poucos a população que residia no campo, foi migrando para as cidades e, formando a mão-de-obra necessária. Assim, com o trabalho assalariado aumentando, crescia paralelamente o mercado consumidor. Também se deve lembrar que a França, após perder a guerra de 1871, foi obrigada a pagar uma grande indenização à Alemanha, de acordo com o Tratado de Frankfurt, e ceder as províncias da Alsácia e da Lorena, ricos em carvão e minério de ferro. Isso significou mais recursos e novas fontes de energia e matérias-primas. Todos esses fatores juntos ajudaram na industrialização alemã.

 

A Alemanha se deparou com vários problemas para sustentar seu processo de industrialização. Com a derrota na Primeira Guerra Mundial, os vitoriosos impuseram várias sanções através do Tratado de Versalhes: pagar indenizações, restrições em termos militares e perdas territoriais, sendo que a Alemanha teve de devolver as províncias de Alsácia e Lorena.

 

Em conseqüência do Tratado Versalhes, a Alemanha caiu em uma crise econômica e social, que criou as condições necessárias para o Terceiro Reich, com Adolf Hitler no poder, em 1933. Com a influência nazista, o país procurou conquistar territórios que eram considerados vitais para a expansão econômica.

 

Mas o resultado dessa busca de territórios foi a derrota na Segunda Guerra Mundial. Os alemães ganharam: destruição, maiores perdas territoriais e fragmentação política. Porém, a Alemanha mostraria que mesmo sofrendo perdas territoriais é possível um país crescer economicamente.

 

Reconstruindo o Estado alemão

 

Com a derrota na Segunda Guerra Mundial a Alemanha foi praticamente destruída. Suas industrias, suas cidades, sua infra-estrutura foram arrasadas. Mas, então, como ela é hoje a terceira economia do mundo?

 

Em 1949, o país foi dividido em dois. A RFA (República Federal Alemã) foi constituída com a administração norte americana, francesa e britânica, tendo a capital em Bonn. Os soviéticos constituíram a RDA (República Democrática Alemã), com a capital em Berlim oriental. Berlim ocidental tinha influência capitalista, mesmo sendo no meio da RDA. Assim, em 1961, foi construído pelos comunistas o muro de Berlim. Com isso Berlim oriental ficou isolada, pois esse muro visava impedir que alemães se deslocasse para o setor ocidental da cidade.

 

Com a divisão a Alemanha passou a ter dois Estados, duas economias e uma nação. Na Alemanha Ocidental passou a ter uma economia de mercado, baseada na livre concorrência e estruturou-se uma política pluripartidária, sob a forma republicana de poder. Devido a elevação da produtividade e, conseqüentemente, dos salários houve uma melhora na qualidade de vida e capacidade de consumo da população.

 

Ao mesmo tempo, na RDA passou a vigorar uma economia planificada, sendo que os meios de produção eram controlados pelo Estado. Estruturou-se uma ditadura de parido único sob a influencia soviética. A produtividade se desenvolvia lentamente, e o padrão de vida e de consumo não era o mesmo da parte ocidental, por isso houve um descontentamento da população, que foi detida pela censura e à repreensão.

 

A Alemanha Ocidental tinha um sistema econômico bem dinâmico e competitivo. Se beneficiou, também, com o Plano Marshall, que forneceu milhões de dólares em forma de subsídios. O país entrou para a atual União Européia, que foi essencial para a rápida reconstrução econômica do país no pós-guerra. Quando ocorreu a reunificação política, foi percebida não só diferenças econômicas, sociais e políticas, mas também culturais.

 

Localização Industrial

 

As indústrias foram reconstruídas nos mesmos lugares antes da guerra. As principais concentrações continuaram sendo na confluência dos rios Reno e Ruhr. No período pós-guerra, porém, o parque industrial se modernizou rapidamente, tendo ganhos de produtividade superiores aos do Reino Unido e França.

 

Mapa da Alemanha

 

Na região do Ruhr (cidades como Colônia e Essen) estão situados vários setores industriais. A reconstrução dos Konzerns possibilitou a formação de vários conglomerados voltados aos setores carboquímico, siderúrgico, metalúrgico e bélico.

 

A Renânia é uma das maiores regiões industriais do mundo. Stuttgart é uma das cidades de destaque da região, apresentando uma importante concentração de industrias mecânicas. Nessa cidade está sediado o maior grupo  industrial da Alemanha, o Daimler-Benz, que fabrica os automóveis Mercedes-Benz.

 

Na cidade de Munique destaca-se industrias químicas e é sede da Bayer, um dos maiores conglomerados químicos do mundo. Na Baviera se encontra a sede da indústria e veículos BMW.

 

Em Frankfurt se concentram várias indústrias, e é a cidade de maior mercado de capitais da Alemanha e do mundo; tem um aeroporto que faz conexões com várias cidades de toda Europa, sendo um dos mais movimentados do continente.

 

Da cidade de Wolfsburg até Hannover, há uma concentração variada de industrias. Em Wolfsburg se situa a sede da Volkswagen, que compete com a montadora de veículos da Itália, a Fiat.

 

Nessa densa concentração industrial na Alemanha, há uma enorme e moderna rede de transportes, que inclui rodovias nas quais não existe limite de velocidade (isso nos ajuda a entender porque os carros atingem uma velocidade bem alta, sendo que no Brasil as melhores rodovias só se permitem a velocidade de até 120 km/h), modernas ferrovias e vários rios e canais que ligam os principais produtores aos portos.

 

Na antiga Alemanha Oriental está havendo uma profunda crise, resultante do seu pouco dinamismo. As indústrias ocidentais estão entre as mais modernas e, isso faz com que as indústrias da região oriental percam a concorrência, e muitas fecharam. Isso provocou o aumento do desemprego e problemas sociais.

 

Um exemplo da diferença entre as indústrias da antiga Alemanha Oriental para a Ocidental era os Trabies. Eles eram carros feios, barulhentos e de baixo rendimento. Com os novos da Mercedes-Benz, Volkswagen, etc, os Trabies foram parar literalmente no lixo, eles eram abandonados nas ruas pelos seus donos. Os alemães do leste já não queriam mais os produtos que eles mesmos produziam, pois eram antiquados.

 

Com a reunificação alemã, o governo tem direcionado grandes recursos para modernizar a infra-estrutura da ex - Alemanha Oriental. Isso acabou levando ao aumento do déficit público e da unificação. O Bundesbank (banco central alemão) manteve em, em 1992 e 1993, uma política de altas taxas de juros para captar recursos do mercado. Essa política acabou causando problemas para o sistema monetário europeu.

 

No entanto, a economia alemã se estabilizou e retomou ao crescimento, sendo uma das maiores economias do mundo, e como vimos nesse ano (2006) foi sede da Copa do Mundo, com modernos estádios.

 

Exercício

 

Responda:

 

1) O que contribuiu para o rápido crescimento industrial da Alemanha?

------------------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

2) Com que problemas a Alemanha se deparou para sustentar seu processo de industrialização?

 

------------------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

3) O que influenciou na localização industrial da Alemanha?

 

------------------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Gabarito

 

1) Com unificação da Alemanha, houve não só o surgimento de um Estado único, mas também, um único mercado. Isso facilitou a acumulação de capitais. Com a disponibilidade de transportes e jazidas de carvão mineral houve uma rápida concentração industrial em algumas áreas, e a população, que antes morava no campo, passaram a migrar para as cidades, constituindo a mão-de-obra.

 

2) Depois da derrota na Primeira Guerra Mundial, os vitoriosos lhe impuseram várias sanções, que causaram uma crise econômica no país. Essa crise levou a outra tentativa de conquistar territórios e, como conseqüência à outra derrota. Desta vez trazendo mais destruição, perdas territoriais e fragmentação política. Tudo isso trouxe problemas para a economia alemã.

 

3) Houve uma maior concentração na confluência dos rios Reno e Ruhr, aonde é possível uma maior facilidade de transportar mercadorias ou fontes de energia. E pouca concentração na antiga Alemanha Oriental, que não conseguia competir com o capitalismo no lado Ocidental. Por isso, ocorreu uma profunda crise no lado Oriental, e muitos alemães migraram para o lado mais moderno, aumentando a mão-de-obra e o mercado consumidor na região.

 

Windows Server 2008 - Inscreva-se já! Aprenda a usar seu Facebook para algo útil!

Dúvidas?

Utilize a área de comentários a seguir.

Me ajude a divulgar este conteúdo gratuito!

Use a área de comentários a seguir, diga o que achou desta lição, o que está achando do curso.
Compartilhe no Facebook, no Google+, Twitter e Pinterest.

Indique para seus amigos. Quanto mais comentários forem feitos, mais lições serão publicadas.

Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Vídeo-Aulas

  • Access
  • Excel
  • Programação
  • Windows/Linux
  • Redes
  • + Todas as categorias
  • E-books

  • Access
  • Excel
  • Programação
  • Windows/Linux
  • Redes
  • + Todas as categorias
  • Livros

  • Administração
  • Excel
  • Programação
  • Windows/Linux
  • Redes
  • + Todas as categorias
  • Cursos Online

  • Banco de Dados
  • Carreira
  • Criação/Web
  • Excel/Projetos
  • Formação
  • + Todas as categorias
  • Conteúdo Gratuito

  • +1500 Artigos e Tutoriais
  • ASP 3.0
  • ASP.NET
  • Access Básico
  • Access Avançado
  • Excel Básico - 120 lições
  • Excel Avançado - 120 lições
  • SQL Server 2005
  • Windows 7
  • Windows XP
  • Windows 2003 Server
  • Windows 2008 Server
  • Novidades e E-books grátis

    Fique por dentro das novidades, lançamento de livros, cursos, e-books e vídeo-aulas, e receba ofertas de e-books e vídeo-aulas gratuitas para download.



    Institucional

  • Quem somos
  • Garantia de Entrega
  • Formas de Pagamento
  • Contato
  • O Autor
  • Endereço

  • Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda
  • Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 Universitário
  • Santa Cruz do Sul/RS
  • CEP 96816-208

  • Atendimento: (51) 3717-3796 - webmaster@juliobattisti.com.br Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2014 ®