WINDOWS SERVER 2008 - CURSO COMPLETO - JÚLIO BATTISTI - CLIQUE AQUI
Você está em: PrincipalTutoriaisCelsonunes : Openoffice006
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Conheça o Júlio Battisti

Julio Battisti - Autor de mais de 25 livros de informática Júlio Battisti tem mais de 36 livros publicados, dezenas de e-books e é certificado Microsoft.

Ganhe o a Seguir

 grátis Windows 7 Básico

476h



Windows Server 2008 - Inscreva-se já!

Curta Nossa Fanpage

Loja Virtual do Site

Livros do Julio Battisti

FILTRO DE TUTORIAIS:




OPEN Office - Planilha Calc - Parte 6

 

Fórmulas: operações aritméticas

 

Objetivos:

 

Nós já sabemos que o Open Office.Calc é utilizado para elaborar planilhas e tabelas com os cálculos automatizados. Nesta parte do tutorial, aprenderemos a montar as nossas planilhas com cálculos. Hoje em dia, é até difícil imaginar, mas há alguns anos, antes das planilhas eletrônicas se tornarem populares, quem quisesse montar uma planilha teria que utilizar régua, caneta, e muito cálculo. E se por acaso um dos valores em uma tabela sofresse uma alteração (de preço, por exemplo), todos os cálculos teriam que ser refeitos. Vamos aprender que a parte pesada de cálculo ficará tudo por conta dos poderosos recursos do Open Office.Calc.

 

O que são fórmulas?

 

Uma fórmula, numa planilha eletrônica como o Open Office.Calc, nada mais é do que uma expressão, que relaciona células específicas, para realizar operações matemáticas. É claro que isso somente será possível quando o conteúdo das células for numérico. E para garantir que os valores calculados estejam sempre atualizados, no instante em que um dos valores das células que compõe uma fórmula for alterado, o resultado será recalculado imediatamente.

 

O sinal de igual (=)

 

Este sinal é de fundamental importância para se criar uma fórmula. Ou seja, toda fórmula sempre começará com um sinal de igual (=). Se esse sinal de igual for omitido, o Open Office.Calc interpretará como se fosse um texto comum, e não realiza o cálculo. Podemos digitar uma fórmula diretamente na célula onde queremos que apareça o resultado da célula. Depois que a fórmula é inserida na planilha, na célula se vê o resultado do cálculo, enquanto a fórmula (para se lembrar como aquele resultado foi obtido) aparece na Barra de Fórmulas.

 

Operadores numéricos

 

Para começarmos, vamos trabalhar com as operações básicas (adição, subtração, multiplicação e divisão). Para montarmos uma fórmula, utilizaremos os sinais conforme abaixo:

 

 

Figura 01: Aplicação de uma fórmula com operador de adição

 

Acompanhe atentamente o exemplo mostrado na figura 01 (acima): Na célula B2 foi colocado o valor 5. Na célula C2 foi colocado o valor 3. Para somar esses dois valores, na célula D2, colocamos a fórmula =B2+C2. Ao pressionar a tecla Enter, o Open Office.Calc realiza essa operação e exibe o valor 8 na célula D2. Enquanto isso, na barra de fórmulas fica armazenado a origem desse cálculo, ou seja, a fórmula. Se alterarmos algum dos valores da células B2 ou C2, ou ambos, o valor da célula D2 será automaticamente recalculado.

 

O sinal de igual ‘=’ também serve para fazer uma referência a uma outra célula, sem necessariamente ter um operador matemático. Exemplo: se eu quiser que o valor de uma determinada célula seja sempre o mesmo valor que já está em alguma outra célula, é só eu colocar o sinal de igual e a referência da célula, ou seja, linha e coluna. Veja o exemplo abaixo: a célula B4 mostrará sempre o mesmo valor da célula A2. Isso significa que quando eu alterar o valor da célula A2, o conteúdo da célula B4 altera também.

 

 

Figura 02: Na célula B4 colocamos uma fórmula =A2. Assim o mesmo valor inserido em A2 será mostrado também em B4.

 

Você pode pensar que essa utilização para o sinal de igual não é lá muito útil. Mas, a medida que você for desenvolvendo planilhas mais sofisticadas, verá que pode ter uma tabela com os dados iniciais, e um resultado “parcial”. E mais para a frente, uma outra tabela conseqüente que utilize aquele resultado “parcial”, mas sem a necessidade de se calcular tudo novamente. Tendo isso em mente, vamos mostrar mais alguns exemplos práticos; vamos observar atentamente as figuras para aprendermos.

 

Adição

 

Essa é fácil, já aprendemos nas figuras anteriores. Na figura abaixo, montamos uma tabela com as despesas mês a mês. Na célula B6, colocamos a fórmula =B2+B3+B4+B5, que pode ser vista na Barra de fórmulas.

 

Figura 03: Adição

 

Auto-soma

 

Bem, por incrível que pareaça, o que já era fácil pode se tornar ainda mais. No exemplo acima vimos que basta colocar a identificação de cada célula que queremos somar. Mas imagine uma planilha muito maior, com muito mais linhas do que nesse exemplo. Difícil não seria, porém seria muito trabalhoso digitar todas células que compõe a soma. Vamos aprender agora o recurso de autosoma. Com a mesma planilha mostrada no exemplo anterior, vamos obter o valor da soma de células vizinhas. Suponha que ainda não tenhamos calculado com a fórmula, e que a célula B6 está vazia. Clique na célula B6, e em seguida clique no botão Auto-soma () que também fica na Barra de Fórmulas. O Open Office.Calc mostra a expressão =SOMA(B2:B5). Isso é uma sugestão do Open Office.Calc para você determinar quais são os valores que deverão ser somados. Essa faixa de células aparecerá com um retângulo azul ao redor. Se você quiser confirmar, pressione a tecla Enter, ou se preferir, clique no botão Aceitar ().

 

Figura 04: utilização do botão Auto-soma

 

Mas cabe aqui uma pequena explicação adicional. Como esse é um recurso embutido no Open Office.Calc, que realiza uma operação mais complexa, não será chamado de fórmula, mas sim de Função. Existem ainda muitas outras funções no Open Office.Calc, que apresentaremos a você no próximo tutorial dessa série. Aqui, por enquanto vamos falar um pouco mais sobre as fórmulas.

 

Subtração

 

O símbolo do operador matemático é o sinal de menos “-“. No exemplo que é mostrado na próxima figura, colocamos uma fórmula na célula D2: B2-C2. Acompanhe:

 

Figura 05: à esquerda a fórmula, e à direita o resultado da subtração

 

Divisão

 

Para a divisão, o símbolo utilizado é a barra para a direita “/”. Veja o exemplo abaixo, no qual temos um valor na célula A14, e queremos dividir pelo valor contido em B14. Então, a fórmula que digitamos na célula C14 é  =A14/B14.

 

Figura 06: Exemplo de fórmula com divisão

 

Multiplicação

 

O símbolo do operador para a multiplicação é o “*” (asterisco). No exemplo mostrado na figura a seguir, a fórmula =B3*C3 é colocada na célula D3.

 

Figura 07: o Open Office.Calc calculou a multiplicação dos valores contidos nas células B3 e C3.

 

Copiar uma fórmula para uma faixa de células (arrastar)

 

No exemplo mostrado na figura 07 acima, (multiplicação), vimos que é muito fácil efetuar o cálculo; basta escrever a fórmula =B3*C3. Mas supondo que precisemos calcular os valores dos outros produtos daquela planilha, na linha imediatamente abaixo, precisaríamos escrever a fórmula novamente, digitando =B4*C4. E assim sucessivamente para as demais linhas. Mas agora vamos aprender como repetir a mesma fórmula para as linhas de baixo, mas atualizando em função das linhas. Para isso, selecione a célula na qual o primeiro cálculo foi efetuado. Ou seja, clique na célula D3. Veja a figura:

 

Figura 08: a seta aponta para o quadradinho no canto inferior direito da célula selecionada. Clique e arraste para baixo.

 

Ao clicar no quadradinho e arrastar, aquela fórmula vai sendo copiada para todas as células que estiverem envolvidas pelas linhas vermelhas nas bordas. O resultado pode ser visto na seguinte figura:

 

Figura 09: os valores foram calculados automaticamente na coluna D.

 

Fórmulas com células fixas

 

Neste exemplo acima, o cálculo das fórmulas é chamado de referencial, pois ele guarda a referência de linha e coluna, para realizar o cálculo. Ou seja, se estamos descendo uma linha na célula a ser calculada, o Open Office.Calc pressupõe que deverá descer também uma linha na fórmula. Só que as vezes pode ser necessário que a fórmula não seja atualizada em função das linhas enquanto está sendo arrastada para baixo. No exemplo que mostraremos agora, utilizaremos novamente o recurso de arrastar a fórmula, porém vamos ficar uma célula. Uma explicação: para informar ao Open Office.Calc quais as células que deverão ser fixadas, digitaremos um “$” antes da referência da linha e da coluna. Por exemplo: para fixar em uma fórmula a célula A1, digitamos “$A$1”. Se quiséssemos fixar apenas a coluna, permitindo a atualização da linha a medida que a fórmula é arrastada verticalmente, coloca-se o “$” apenas na frente da letra, ou seja “$A1”. E do mesmo modo, para fixar apenas a linha, permitindo a atualização das colunas a medida que arrastamos a fórmula horizontalmente, colocamos o “$” apenas na frente do número, ficando assim: “A$1”. Na próxima figura, teremos um exemplo prático dessa situação.

 

Figura 10: na barra de fórmulas podemos ver que a referência da célula foi travada, com o uso do símbolo “$” na identificação da célula.

 

Vamos explicar um pouco melhor. Acompanhe na figura 10.

 

Temos uma tabela com o valor de diversos itens, expressados em dólares. E na célula A4, podemos colocar o valor do dólar a ser utilizado no cálculo. Para calcular o valor em reais, seria necessário multiplicar o valor em dólares (que está na coluna B, linhas 6 a 10) pelo valor contido na célula A4. Para a célula C7, utilizamos a fórmula =B7*$A$4. O Open Office.Calc realiza esse cálculo normalmente, multiplicando esses valores. E o resultado desse cálculo pode ser copiado para as linhas seguintes, utilizando o ponto preto no canto inferior direito da célula, e arrastando para baixo. Veja a figura:

 

Figura 11: nas linhas a seguir, podemos ver que a fórmula está com a linha B sempre “atualizando” conforme a linha em que se está, enquanto o valor de A4 está “congelado”, ou seja, não se altera nas demais linhas.

 

No Open Office.Calc, em se falando de fórmulas, isso já deve dar para o começo, não é mesmo? É claro que tudo aquilo que é novidade, pode precisar de alguns exercícios para memorizar. Se você tem a oportunidade, pratique um pouco. Tente  montar no seu Open Office.Calc todas as planilhas mostradas nos exemplos e nas figuras deste artigo; com isso a matéria se fixará mais facilmente. E esteja aqui conosco no próximo tutorial, pois falaremos agora das Funções. Até lá.

 

Windows Server 2008 - Inscreva-se já -s Últimas Vagas! Curso Completo de SAP!

Universidade PHP - Inscreva-se já -s Últimas Vagas! Curso Online de Java para Iniciantes!

Dúvidas?

Utilize a área de comentários a seguir.

Me ajude a divulgar este conteúdo gratuito!

Use a área de comentários a seguir, diga o que achou desta lição, o que está achando do curso.
Compartilhe no Facebook, no Google+, Twitter e Pinterest.

Indique para seus amigos. Quanto mais comentários forem feitos, mais lições serão publicadas.

Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Vídeo-Aulas

  • Access
  • Excel
  • Programação
  • Windows/Linux
  • Redes
  • + Todas as categorias
  • E-books

  • Access
  • Excel
  • Programação
  • Windows/Linux
  • Redes
  • + Todas as categorias
  • Livros

  • Administração
  • Excel
  • Programação
  • Windows/Linux
  • Redes
  • + Todas as categorias
  • Cursos Online

  • Banco de Dados
  • Carreira
  • Criação/Web
  • Excel/Projetos
  • Formação
  • + Todas as categorias
  • Conteúdo Gratuito

  • +1500 Artigos e Tutoriais
  • ASP 3.0
  • ASP.NET
  • Access Básico
  • Access Avançado
  • Excel Básico - 120 lições
  • Excel Avançado - 120 lições
  • SQL Server 2005
  • Windows 7
  • Windows XP
  • Windows 2003 Server
  • Windows 2008 Server
  • Novidades e E-books grátis

    Fique por dentro das novidades, lançamento de livros, cursos, e-books e vídeo-aulas, e receba ofertas de e-books e vídeo-aulas gratuitas para download.



    Institucional

  • Quem somos
  • Garantia de Entrega
  • Formas de Pagamento
  • Contato
  • O Autor
  • Endereço

  • Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda
  • Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 Universitário
  • Santa Cruz do Sul/RS
  • CEP 96816-208

  • Atendimento: (51) 3717-3796 - webmaster@juliobattisti.com.br Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2014 ®