WINDOWS SERVER 2008 - CURSO COMPLETO - JÚLIO BATTISTI - CLIQUE AQUI
Você está em: PrincipalTutoriaisJaquelinesilva : Biologia001
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Conheça o Júlio Battisti

Julio Battisti - Autor de mais de 25 livros de informática Júlio Battisti tem mais de 36 livros publicados, dezenas de e-books e é certificado Microsoft.

Ganhe o a Seguir

 grátis Windows 7 Básico

476h



Windows Server 2008 - Inscreva-se já!

Curta Nossa Fanpage

Loja Virtual do Site

Livros do Julio Battisti

FILTRO DE TUTORIAIS:




INTRODUÇÃO À BIOLOGIA

 

Objetivos

 

Revelar a você a história da Biologia, quem foi o primeiro biólogo e os esforços que os homens antigos fizeram a fim de saber da onde é que viemos! Você viajará através de experimentos inusitados e conhecerá pessoas célebres como Aristóteles, Francesco Redi, Spallanzani, Pasteur, entre outros.

 

Pré-requisitos

 

Concentração total, muita curiosidade e vontade de aprender. É um requisito fundamental que você acompanhe passo a passo nosso curso, caso você esteja no ensino médio ou até mesmo cursando Biologia. Esse é o primeiro módulo de uma série surpreendente sobre o estudo da vida.

 

O que é Biologia e sua história

 

Biologia é a ciência que estuda os seres vivos e suas manifestações vitais, estuda todos os aspectos ou características dos seres vivos como= composição química, reprodução, evolução, metabolismo, organização celular, movimento e crescimento.

 

O termo Biologia significa - bio=vida logo=estudo, ou seja, estudo da vida. É uma ciência antiga. O homem primitivo se preocupava muito em saber como era o funcionamento do seu corpo e do mundo que o cercava. Pesquisou, estudou muito, mas foi Aristóteles (384-322 a.C) o primeiro que escreveu sobre Biologia. Aristóteles chegou a muitas conclusões já que seu maior interesse era a natureza viva. Ele não foi apenas o último grande filósofo grego, foi também o primeiro grande biólogo da Europa.   Foi ele quem formulou o princípio de que todos os organismos estão totalmente adaptados ao meio em que vivem, afirmou que natureza não despende energia sem necessidade, ou seja, ela é parcimoniosa.

 

A Biologia após a morte de Aristóteles ‘’adormeceu’’. Seus estudos não foram continuados e as pesquisas quase pararam. Tudo recomeçou com o período da Renascença no século XlV. Vários pintores e escultores dessa época pretendiam entender perfeitamente a anatomia humana para poder retratá-la com perfeição em suas obras. Por isso os estudos dessa época referem-se à anatomia humana e animal, junto com a estrutura interna desses organismos. Entre esses pintores destaca-se Leonardo da Vinci. Ele comparando a estrutura interna de animais e do homem, notou a semelhança que há quanto à disposição dos órgãos de diversos mamíferos.

 

Muitos desses primeiros biólogos também se ocuparam em entender o crescimento das plantas e a proliferação dos animais. Também se ocuparam em classificar os seres vivos. Com o tempo chegaram à conclusão de que os seres podiam ser divididos em dois grupos=

 

» Botânica= que estuda as plantas

» Zoologia= que estuda os animais

 

Logo, um grande avanço aconteceu na história da humanidade: a invenção e o desenvolvimento do microscópio. Com ele, a biologia foi impulsionada para um avanço rápido e estonteante, que se estende até aos nossos dias.

 

A Biologia como pôde observar é um ramo de conhecimento que cresce em um ritmo acelerado. Foi acumulado nos últimos dois séculos muito conhecimento. O acúmulo de tanto conhecimento levou à subdivisão da Biologia em diversas áreas.

 

Principais subdivisões da Biologia

 

Atualmente, costumamos dividir a Biologia em áreas de estudo. Os biólogos atuais podem se especializar, e seu campo de investigação pode ser enquadrado em uma das grandes subdivisões da Biologia, que são:

 

- Morfologia= estuda os seres vivos. È subdividida em:

 

1 - Citologia = estuda a estrutura do componente básico dos seres vivos - a célula. É estudada morfologicamente (morfológico ou anatomicamente ) e funcionalmente (fisiológico).

 

2 - Histologia = estuda a estrutura anatômica ou fisiológica através do microscópio.

 

3 - Anatomia = estuda a estrutura visível a olho nu.

 

Embriologia= estuda a formação e o desenvolvimento dos embriões de plantas e de animais.

 

Taxonomia= procura agrupar os seres vivos de acordo com suas semelhanças.

 

Fisiologia= estuda o funcionamento de células, órgãos, sistemas e tecidos.

 

Genética= estuda a herança através da hereditariedade dos seres vivos e também os mecanismos de sua transmissão ao longo das gerações.

 

Evolução= estuda a modificação que os seres vivos sofreram no decorrer do tempo e o porquê que essas modificações ocorreram.

 

Paleontologia= estuda fóssil e impressões deixados pelos seres que habitaram a Terra num passado remoto.

 

Ecologia= estuda as relações dos seres vivos entre si e com o meio onde habitam.

 

A origem da vida

 

Desde a antiguidade a origem da vida tem sido um mistério. O homem antigo procurava de todas as formas possíveis explicarem da onde é que surgiam novos seres vivos.

 

De muitas explicações surgiu a Teoria da geração espontânea ou Teoria da abiogênese. De acordo com essa teoria os seres vivos se formariam através da matéria bruta do meio. Por exemplo= na Índia, Babilônia e Egito ensinavam que as rãs, crocodilos e cobras eram gerados pelo lodo dos rios.

 

Um dos grandes defensores da Teoria da abiogênese no século XVII foi Jean Baptista van Helmont (1577-1644), um importante médico belga que chegou a formular uma ‘’receita’’ para se produzir ratos . Veja:

 

‘’(...) coloca-se num canto sossegado e mal iluminado trigo, fermento e camisas sujas. O resultado será que, em 21 dias, surgirão ratos (...)’’.

 

Hoje sabemos que os ratos que apareciam não se formavam da mistura de ingredientes, mas sim eram atraídos pela mistura.

 

Nesse mesmo século surgiram sábios com novas idéias e dispostos a provar que a vida não provinha de matéria bruta como propunha a Teoria da abiogênese. Que foi logo descartada quando Redi, Spallanzani, e Pasteur iniciaram seus experimentos. Eles provaram que um ser vivo só se origina de outro ser vivo. Esta é então a atualmente aceita Teoria da biogênese.

 

Os experimentos de Redi

 

O médico, biólogo e cientista italiano Francesco Redi (1626-1697) estava convencido de que a vida não surgia espontaneamente. Para provar isso fez o que chamamos de experiência controlada.

 

Em frascos, Redi, colocou pedaços de carne, alguns frascos foram vedados com gaze, outros não. Nos frascos abertos onde moscas entravam e saíam livremente surgiam muitas larvas provenientes de ovos depositados ali. Nos frascos fechados com gaze, onde as moscas não entravam, não apareceu nenhuma larva mesmo depois de muitos dias.

 

Redi demonstrou com tal experimento que as larvas presentes na carne putrefata se desenvolvem a partir de ovos de moscas depositadas ali, e não pela transformação da carne, como propunha a abiogênese.

 

Needham X Spallanzani

 

Em meados do século XVII, o holandês Antonie van Leeuwenhoek com um microscópio descobriu o mundo dos microorganismos, os micróbios. Os abiogenitas acreditaram ainda mais na sua tese, afirmando que seres tão pequenos não se reproduzia e sim surgiam espontaneamente.

 

O cientista inglês John Needham (1713-1481) realizou seus experimentos para provar que os micróbios surgiam de geração espontânea. Diversos frascos  contendo um caldo nutritivo foram submetidos à fervura por 30 minutos. Depois Needham lacrava os frascos com rolhas e os deixava por repouso por alguns dias. Depois desse repouso ele examinou o caldo com a ajuda de um microscópio e notou a presença de microorganismos.

 

A explicação dada foi que a fervura tinha matado todos os seres eventualmente presentes no caldo e nenhum microorganismo poderia entrar no frasco após de ter sido lacrado com rolhas. Portanto, só havia uma explicação! Os microorganismos surgiram por geração espontânea ou abiogênese.

 

Após alguns anos o padre e pesquisador italiano Lazzaro Spallanzani (1729-1799) repetiu os experimentos de Needham com  algumas modificações. Spallanzani colocou caldo nutritivo em balões de vidro e fechou-os hermeticamente esses balões eram então colocados em caldeirões e fervidos por cerca de uma hora. Dias depois ele examinou os caldos e obteve resultados completamente diferentes aos de Needham = o caldo estava livre de microorganismos.

 

Spallanzani explicou que Needham submeteu a solução à fervura por um tempo curto de mais para esterilizar o caldo. Needham respondeu às críticas afirmando que o tempo longo usado pelo cientista destruía a força vital ou princípio ativo que dava vida à matéria, e ainda tornava o ar desfavorável ao aparecimento da vida.

 

Em fins do século XVII pôde-se entender porque o ar se tornava desfavorável ao aparecimento da vida. Descobriu-se que o oxigênio é essencial à vida. Segundo abiogenistas o aquecimento prolongado e a vedação hermética excluíam o oxigênio tornando impossível a sobrevivência de qualquer forma de vida.

 

A polêmica abiogênese X biogênese continuou existindo até cerca de 1860, quando a abiogênese sofreu seu golpe final.

 

Pasteur derruba a abiogênese

 

Foi por volta de 1860 que um grande cientista francês conseguiu provar definitivamente que seres vivos só podem se originar de outros seres vivos. Louis Pasteur (1822-1895) preparou um caldo de carne – excelente meio de cultura para micróbios – colocou então, esse caldo em um frasco com pescoço de cisne e submeteu o líquido contido dentro desse frasco à fervura para a esterelização. Após a fervura a medida que o líquido resfriava, gotículas de água se acumulavam no pescoço do frasco agindo como uma espécie de filtro retendo os micróbios contidos no ar que penetrava no balão, impedindo a contaminação do caldo.

 

Esse experimento mostrou que não era a falta de ar fresco que impedia a formação de microorganismos no caldo. Pateur provou também que não havia nenhuma ‘’ força vital’’ que era destruída após a fervura, pois se aquele mesmo caldo esterilizado fosse submetido ao ar sem a filtragem que o balão pescoço de cisne proporcionava, surgiriam sim microorganismos que advinham de contaminação.

 

Com esse espetacular experimento Pasteur recebeu um prêmio compensador da Academia Francesa de Ciências e derrubou de uma vez por todas a hipótese da geração espontânea ou abiogênese.

 

Com isso o problema da origem da vida se tornou preocupante, pois se os organismos surgem a partir de outros, como foi que se originou o primeiro?

 

Esse é um assunto que irá te intrigar!

 

 

Windows Server 2008 - Inscreva-se já -s Últimas Vagas! Curso Completo de SAP!

Universidade PHP - Inscreva-se já -s Últimas Vagas! Curso Online de Java para Iniciantes!

Dúvidas?

Utilize a área de comentários a seguir.

Me ajude a divulgar este conteúdo gratuito!

Use a área de comentários a seguir, diga o que achou desta lição, o que está achando do curso.
Compartilhe no Facebook, no Google+, Twitter e Pinterest.

Indique para seus amigos. Quanto mais comentários forem feitos, mais lições serão publicadas.

Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Vídeo-Aulas

  • Access
  • Excel
  • Programação
  • Windows/Linux
  • Redes
  • + Todas as categorias
  • E-books

  • Access
  • Excel
  • Programação
  • Windows/Linux
  • Redes
  • + Todas as categorias
  • Livros

  • Administração
  • Excel
  • Programação
  • Windows/Linux
  • Redes
  • + Todas as categorias
  • Cursos Online

  • Banco de Dados
  • Carreira
  • Criação/Web
  • Excel/Projetos
  • Formação
  • + Todas as categorias
  • Conteúdo Gratuito

  • +1500 Artigos e Tutoriais
  • ASP 3.0
  • ASP.NET
  • Access Básico
  • Access Avançado
  • Excel Básico - 120 lições
  • Excel Avançado - 120 lições
  • SQL Server 2005
  • Windows 7
  • Windows XP
  • Windows 2003 Server
  • Windows 2008 Server
  • Novidades e E-books grátis

    Fique por dentro das novidades, lançamento de livros, cursos, e-books e vídeo-aulas, e receba ofertas de e-books e vídeo-aulas gratuitas para download.



    Institucional

  • Quem somos
  • Garantia de Entrega
  • Formas de Pagamento
  • Contato
  • O Autor
  • Endereço

  • Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda
  • CNPJ: 08.916.484/0001-25
  • Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 Universitário
  • Santa Cruz do Sul/RS
  • CEP 96816-208

  • Atendimento: (51) 3717-3796 - webmaster@juliobattisti.com.br Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2014 ®