[E-BOOK GRÁTIS]: Windows 7 Básico, 476 pgs - QUERO RECEBER!
Você está em: PrincipalTutoriaisJaquelinesilva : Gramatica002
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Conheça o Júlio Battisti

Julio Battisti - Autor de mais de 25 livros de informática Júlio Battisti tem 26 livros publicados, dezenas de e-books e é certificado Microsoft.

Ganhe o e-book a Seguir

e-book grátis Windows 7 Básico

476 páginas



Curta Nossa Fanpage

Loja Virtual do Site

Livros do Julio Battisti

FILTRO DE TUTORIAIS:




Gramática II

 

Objetivos:

 

Este tutorial vai ajudá-lo, a entender as regras gramaticais envolvidas no uso de palavras que comumente temos dificuldades de empregá-las como, por exemplo: onde, aonde, mau, mal, a, há. Explana os encontros vocálicos, encontros consonantais e as regras de divisão silábica.

 

Pré-requisitos:

 

Que tenha acompanhado os estudos propostos pelo tutorial anterior, o Gramática I. E que tenha por objetivo melhorar a sua arte da comunicação. A matéria sobre os usos ortográficos especiais poderá ser prontamente colocada em prática ao conversar com alguém. Lembre-se que ter sabedoria é mais do que ter conhecimento, é aplicar todo conhecimento que têm! Seja uma pessoa sábia!

 

Usos ortográficos especiais

 

» Onde / aonde

 

Onde: É usado junto com verbos que não transmitem idéia de movimento.

 

- Te procurei, mas não sabia onde você estava.

 

- Onde está a faca?

 

Aonde: Equivale a para onde. É usado para transmitir idéia de movimento.

 

- Aonde você vai?

 

- Aonde vamos?

 

» Cessão / sessão / secção / seção

 

Cessão: significa “ceder, conceder, oferecer, dar”.

 

- Cedi todos os meus bens aos pobres.

 

- O governo cedeu verba para a educação.

 

Sessão: significa “intervalo de duração”.

 

- A câmara dos deputados reuniu-se em sessão extraordinária.

 

- última sessão de cinema.

 

Secção ou seção: significa “parte, segmento, subdivisão”.

 

- Quero ler a seção de fofoca.

 

- Trabalho na seção de informações.

 

- Vou ligar na secção de informações.

 

» Mas / mais

 

Mas: equivale a “porém, entretanto, contudo”.

 

- Queria muito ir, mas tenho que trabalhar.

 

- Sei de tudo, mas não posso falar.

 

Mais: é o oposto de menos.

 

- Eu pesquisei mais.

 

- Estou mais preparado agora do que antes.

 

» Mau / mal

 

Mau: é um adjetivo, antônimo de bom.

 

- Menino mau!

 

- Passei por maus pedaços.

 

- Mal: equivale a “assim que, logo que, quando”.

 

- Mal vi a cena, chorei!

 

- Mal também pode ser usado como antônimo de bem.

 

- Estou mal humorada.

 

» Por que / por quê / porque / porquê

 

Por que (separado e sem acento) é empregado quando:

 

- O que equivale a qual motivo.

 

- Por que você foi lá? (Por qual motivo você foi lá?)

 

- O que equivale a qual razão ou qual motivo.

 

- Não sabemos por que ele faleceu. (por qual razão)

 

- Por que é usado também como um equivalente a pelo qual / pela qual / pelos quais / pelas quais.

 

- Ignoro o motivo por que ele se demitiu. (pelo qual)

 

- Estas são as causas por que não voltei. (pelas quais)

 

Por quê (separado e com acento) usos:

 

- Como pronome interrogativo, colocado no fim de frase.

 

- Ela estava chorando, você sabe por quê?

 

- isolado, numa frase interrogativa.

 

- Você deve fazer isso agora.

 

- Por quê?

 

Porque (uma só palavra, sem acento) usos:

 

- Como função explicativa, equivalente a pois, porquanto, uma vez que, precedida por virgula ou ponto-e-vírgula ou ponto final.

 

- Termine isto agora, porque depois não poderá.

 

- Não pude ir, porque tive que trabalhar.

 

- É usado substituindo: pela causa, razão de que, pelo fato, motivo de que.

 

- Não fui à festa porque estava cansado.

 

- O governador vetou porque tinha razões políticas.

 

- Porque é usado também como conjunção subordinativa final, em orações com verbo no subjuntivo, equivalente a para que.

 

- Não julguemos, porque não venhamos a ser julgados.

 

Porquê (uma só palavra com acento) usos:

 

- como substantivo usado no sentido de causa, razão ou motivo, admitindo pluralização (porquês).

 

- Quero saber o porquê de tudo isso.

 

- As crianças são cheias de porquês.

 

Encontros vocálicos

 

É a reunião de duas ou mais vogais numa palavra. Há três tipos de encontros vocálicos na língua portuguesa. Veja quais são:

 

» Ditongo: é o encontro de uma vogal e uma semivogal ou vice e versa em uma mesma sílaba. (semivogal são o i e o u se estiverem ligados a uma vogal)

 

Vitória (i-semivogal;a-vogal)

 

Chapéu (e-vogal;u-semivogal)

 

Os ditongos classificam-se em:

 

- Crescentes-formados por semivogal+vogal (mais fraca+mais forte):água, história, vácuo.

 

- decrescentes-formados por vogal+semivogal(mais forte+mais fraca):degrau, beijo, breu.

 

» Tritongo: é o encontro vocálico constituído por semivogal+vogal+semivogal: Uruguai, quão, enxaguou.

 

» Hiato: é a seqüência de duas vogais pronunciadas em sílabas diferentes: baú (ba-ú), caatinga (ca-a-tin-ga).

 

Encontros consonantais

 

É a reunião de duas ou mais consoantes numa mesma palavra. Pode ocorrer na mesma sílaba ou em sílabas diferentes.

 

- encontros consonantais perfeitos - unem-se na mesma sílaba e são inseparáveis: fla-u-ta, bri-sa.

 

- encontros consonantais imperfeitos - aparecem em sílabas diferentes e são separáveis: cac-to, ad-vo-ga-do.

 

- encontros consonantais mistos - misturam os dois modos acima: fel-tro, dis-pli-cen-te, des-tro.

 

Dígrafo

 

Dígrafo é o conjunto de duas letras que representam um único fonema. Encontram-se os seguintes dígrafos na língua portuguesa:

 

- consonantais – quando o encontro de duas letras representa um fonema consonantal:

 

ch – chave, chinelo

 

lh – telha, galho

 

nh – ninho, cegonha

 

rr – barro, serra

 

ss – assado, pássaro

 

sc – piscina, descer

 

xc – exceção, excesso

 

gu – guerra, águia

 

qu – queijo, querer

 

- vocálicos – quando encontro de duas letras representa fonema vocálico:

 

am, an – ambos, anta

 

em, en – embora, vento

 

im, in – impulso, pincel

 

om, on – bomba, ponta

 

um, um – algum, fundo

 

Sílaba

 

Sílaba é o grupo de sons que se emite em cada impulso de voz. Toda sílaba tem por base uma vogal.uma palavra tem tantas sílabas quantos forem os impulsos de voz para pronunciá-la.

 

Oi-      uma sílaba

 

Vo-cê      duas sílabas

 

Pa-li-to      três sílabas

 

Quan-ti-da-de      quatro sílabas

 

Sen-si-bi-li-da-de      seis sílabas

 

Quanto ao número de sílabas, os vocábulos classificam-se em:

 

Monossílabos :possuem apenas uma sílaba: mar, dó, fé oi.

 

Dissílabos :possuem duas sílabas: ho-je, bar-co, ca-as, vi-da.

 

Trissílabos :possuem três sílabas:a-si-lo, co-mi-da, de-ci-são.

 

Polissílabos :possui quatro ou mais sílabas:quan-ti-da-de, mar-ga-ri-na, pu-bli-ci-da-de.

 

Regras de divisão silábica:

 

A divisão é feita conforme o impulso de voz que damos à palavra. Quando escrevemos separamos as sílabas com o uso do hífen (-).

 

Separam-se:

 

- as vogais dos hiatos: ci-ú-me, e-co-lo-gi-a.

 

- separam-se as letras dos dígrafos rr, ss, sc, xc: sos-se-go, car-ro, cons-ci-ên-ci-a, ex-ce- cão.

 

- separam-se os encontros consonantais em sílabas diferentes: ab-so-lu-to, op-tar, ad-vo-ga-do.

 

Não se separam:

 

- não se separam as vogais que formam ditongos e tritongos: sé-rie, á-gua, ou-tu-bro, Pa-ra guai.

 

- não se separam os dígrafos ch, nh, gu, qu: ra-i-nha, ga-lho, guin cho, ques-tão.

 

- não se separam as letras dos encontros consonantais que contiverem L ou r: pla-no, pre-ci-so.

 

Obs: quando o L ou o r puderem ser pronunciados separadamente, nos encontros consonantais, deverão ser separados: ab-ro-gar, sub-le-gen-da.

 

Sílaba átona e sílaba tônica

 

A sílaba tônica é a que tem pronúncia mais intensa que as outras, chamadas átonas. Veja:

 

caderno         dico

 

Nas palavras caderno e médico as sílabas tônicas são der e . As demais são as sílabas átonas.

 

Quanto à posição da sílaba tônica, as palavras se classificam em:

 

- oxítonas: quando a sílaba tônica é a ultima: valor, maltratei, varrer.

 

- paroxítonas: quando a sílaba tônica é a penúltima: parede, revólver, fazenda.

 

- proparoxítonas:quando a sílaba tônica é a antepenúltima: vobulo, poética, bito.

 

Dúvidas?

Utilize a área de comentários a seguir.

Me ajude a divulgar este conteúdo gratuito!

Use a área de comentários a seguir, diga o que achou desta lição, o que está achando do curso.
Compartilhe no Facebook, no Google+, Twitter e Pinterest.

Indique para seus amigos. Quanto mais comentários forem feitos, mais lições serão publicadas.

Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Vídeo-Aulas

  • Access
  • Excel
  • Programação
  • Windows/Linux
  • Redes
  • + Todas as categorias
  • E-books

  • Access
  • Excel
  • Programação
  • Windows/Linux
  • Redes
  • + Todas as categorias
  • Livros

  • Administração
  • Excel
  • Programação
  • Windows/Linux
  • Redes
  • + Todas as categorias
  • Cursos Online

  • Banco de Dados
  • Carreira
  • Criação/Web
  • Excel/Projetos
  • Formação
  • + Todas as categorias
  • Conteúdo Gratuito

  • +1500 Artigos e Tutoriais
  • ASP 3.0
  • ASP.NET
  • Access Básico
  • Access Avançado
  • Excel Básico - 120 lições
  • Excel Avançado - 120 lições
  • SQL Server 2005
  • Windows 7
  • Windows XP
  • Windows 2003 Server
  • Windows 2008 Server
  • Novidades e E-books grátis

    Fique por dentro das novidades, lançamento de livros, cursos, e-books e vídeo-aulas, e receba ofertas de e-books e vídeo-aulas gratuitas para download.



     

    Institucional

  • Quem somos
  • Garantia de entrega
  • Contato
  • O Autor

  • Atendimento: (51) 3717-3796 - webmaster@juliobattisti.com.br Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2014 ®