NUNCA MAIS PASSE RAIVA POR NÃO CONSEGUIR RESOLVER UM PROBLEMA COM O EXCEL - GARANTIDO!

UNIVERSIDADE DO VBA - Domine o VBA no Excel Criando Sistemas Completos - Passo a Passo - CLIQUE AQUI

Você está em: PrincipalArtigosAccess Básico › Capítulo 02 : 03
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
« Lição anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próxima lição »
ACCESS BÁSICO - CURSO COMPLETO GRATUITO
Autor: Júlio Battisti
Lição 011 - Módulo 02 - As colunas do modo Estrutura

Objetivo: Vamos aprender sobre as colunas que podem ser configuradas, para cada campo, no modo estrutura da tabela.

Coluna Nome dos Campos:

Nesta coluna definimos o nome dos campos que farão parte da tabela. No Microsoft Access, os nomes podem ter até 64 caracteres, desde que o primeiro seja uma letra do alfabeto, podendo ser usado ainda os caracteres, sublinhado (_) e espaço em branco. 

Dicas!

Tenha cuidado quando da definição de nomes de campos pois usar acentos, cedilha e outros tipos de caracteres especiais, requer do usuário atenção especial, quando precisar se referir a estes nomes em outros objetos do Banco de Dados, como Consultas, Formulários, Relatórios, Macros e Procedimentos e/ou Funções.

Evite incluir espaços nos nomes dos objetos se você pretende fazer referência a eles em expressões ou em códigos do Visual Basic com freqüência. Ao se referir a campos de tabelas em outros objetos, se o nome do campo contiver um espaço em branco, você deve se referir a este campo usando os colchetes, como por exemplo, [Código do Cliente].

Evite utilizar nomes extremamente longos porque são difíceis de lembrar e fazer referência.

Coluna Tipo de Dados:

Tipo de dados de um campo determina que espécie de dados pode ser armazenado no campo. Por exemplo, os tipos de dados de campo Texto e Memorando permitem que o campo armazene tanto texto quanto números, mas o tipo de dados Número só permite que números sejam armazenados no campo. Os campos do tipo de dados Número armazenam dados numéricos que serão utilizados nos cálculos matemáticos. Utilize o tipo de dados Moeda para exibir ou calcular valores monetários.

Na tabela a seguir, temos uma descrição para os principais tipos de dados do Microsoft Access:

Tipo de Dados

Utilize Para

Tamanho

Texto

Texto ou combinações de textos e números, como endereços. Também números que não exijam cálculos, como números de telefone, de série ou códigos postais.

Até 255 caracteres. O Microsoft Access só armazena os caracteres inseridos em um campo; ele não armazena caracteres de espaço para posições não utilizadas em um campo Texto. Para controlar o número máximo de caracteres que podem ser inseridos, defina a propriedade Tamanho Do Campo.

Memorando

Textos e números muito extensos, como anotações ou descrições.

 

Até 64.000 caracteres.

Número

Dados numéricos a serem utilizados em cálculos matemáticos, exceto cálculos envolvendo dinheiro (utilize o tipo Moeda).

1, 2, 4 ou 8 bytes. 16 bytes, somente para código de Replicação (GUID).

Data/Hora

Datas e horas.

8 bytes.

Moeda

Valores monetários. Utilize o tipo de dados Moeda para evitar o arredondamento durante os cálculos. Precisão de 15 dígitos à esquerda do ponto decimal e quatro dígitos à direita.

8 bytes.

AutoNumeração

Números seqüenciais (incrementados em 1) ou aleatórios exclusivos, inseridos automaticamente quando um registro é adicionado.

4 bytes. 16 bytes, somente para código de Replicação (GUID).

Sim/Não

Campos que irão conter somente um entre dois valores, como Sim/Não, Verdadeiro/Falso ou Ativado/Desativado.

1 bit.

Objeto OLE

Objetos (como documentos do Microsoft Word, planilhas do Microsoft Excel, figuras, sons ou outros dados binários) criados em outros programas utilizando o protocolo OLE, e que podem estar vinculados ou incorporados em uma tabela do Microsoft Access. Você precisa utilizar uma moldura de objeto acoplado em um formulário ou relatório para exibir o objeto OLE.

Até 1 gigabyte (limitado pelo espaço em disco).


(Será tratado no curso de Access Avançado)

Hyperlink

O campo que irá armazenar hyperlinks. Um hyperlink pode ser um caminho UNC ou um URL.

Até 64.000 caracteres.

(Será tratado no curso avançado)

Assistente de Pesquisa

 Cria um campo que permite que você escolha um valor a partir de uma outra tabela ou a partir de uma lista de valores, utilizando uma caixa de combinação. A escolha dessa opção na lista de tipos de dados inicia um assistente para definir isso para você.

O mesmo tamanho que o campo de chave primária que também é o campo Pesquisa, normalmente 4 bytes.

Considere as seguintes dicas sobre a coluna Tipo de dados:

Os tipos de dados Número, Data/Hora, Moeda e Sim/Não fornecem formatos de exibição predefinidos. Defina a propriedade Formato para escolher dentre os formatos disponíveis para cada tipo de dados. Você também pode criar um formato de exibição personalizado para todos os tipos de dados, exceto o tipo de dados Objeto OLE. Para definir formatos personalizados, utilizaremos a propriedade Formato, conforme descrito nas próximas lições.

Quando o usuário exclui registros, o campo AutoNumeração não reaproveita os números que foram excluídos. Se o usuário incluiu 10 registros numa tabela, o campo AutoNumeração inclui automaticamente números de 1 a 10. Ao incluir mais um registro o campo AutoNumeração passa a incrementar a partir do número 11. Ele guarda o último número que foi incluído na tabela.

Quando você altera um tipo de dados de campo depois de inserir os dados em uma tabela, o processo de conversão de dados será bem mais demorado quando a tabela for salva. Se os tipos de dados forem conflitantes, poderá ocorrer uma perda de dados, porém uma mensagem de advertência será emitida antes da tabela ser efetivamente salva.

Coluna Descrição:

Um texto descritivo que serve como comentário/documentação, procurando descrever qual a função do campo.

Agora vamos continuar a criação da tabela Contribuintes, iniciada na Lição Anterior.

Como estamos no Modo estrutura da nova tabela que está sendo criada vamos começar a definir os campos da tabela Contribuintes.

Vamos iniciar pela definição do campo CPF.

Na coluna Nome do campo da primeira linha, digite CPF.

Na coluna Tipo de dados selecione Texto. Estamos utilizando Texto para o CPF, por causa dos pontos e do traço que fazem parte do CPF.

Na coluna descrição digite: CPF do Contribuinte, conforme indicado na figura a seguir:

Curso Grátis de Access Básico - Júlio Battisti 
Iniciando a definição do campo CPF. 

Observe que após definir o nome e o tipo do campo surge, na parte de baixa da janela, uma série de propriedades referentes ao campo que está sendo definido. Estas propriedades definem características adicionais para cada campo. Para cada tipo de campo (texto, número, moeda, etc) temos um diferente conjunto de propriedades, porém existem propriedades comuns a todos os tipos de campo.

Cada campo possui um conjunto de propriedades que você utiliza para personalizar a forma como os dados do campo são armazenados, manipulados ou exibidos. Você pode, por exemplo, controlar o número máximo de caracteres que podem ser inseridos em um campo Texto, definindo sua propriedade Tamanho do Campo. As propriedades de um campo são definidas exibindo uma tabela no modo Estrutura, selecionando o campo na parte superior da janela e, em seguida, selecionando a propriedade desejada na parte inferior da janela.

As propriedades disponíveis para cada campo são determinadas pelo tipo de dados que você seleciona para o campo.

A partir da Próxima Lição vamos estudar as diversas propriedades existentes.


LIÇÕES DESTE MÓDULO:
009. A Janela Banco de Dados
010. Criando Tabelas com o Microsoft Access
011. As colunas do modo Estrutura
012. A propriedade Tamanho do Campo
013. A propriedade Formato - Definição
014. A propriedade Formato - Campos Data/Hora
015. A propriedade Formato - Campos Número/Moeda
016. A propriedade Formato - Campos Texto/Memorando
017. A propriedade Formato - Campos Sim/Não
018. A propriedade Casas Decimais
019. A propriedade Máscara de Entrada
020. As propriedades Legenda e Valor Padrão
021. As propriedades Regras de Validação e Texto de Validação
022. As propriedades Requerido e Permitir Comprimento Zero
023. A propriedade Indexado
024. Exercício prático - criação da tabela Contribuintes
025. Exercício prático - criação das demais tabelas
026. Exercício prático - Definição de relacionamentos
027. Exercício prático - Inserindo dados e testando os relacionamentos
028. Importação e Exportação de dados
029. Importando dados do Microsoft Excel
030. Importando dados do Microsoft Access


« Anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próximo »

você conhece a universidade do access?

Universidade do Access - Curso Completo de Access
com tudo para você dominar o Access - do Básico ao
Avançado - até a Criação de Sistemas Profissionais
Completos - Passo a Passo - Tela a Tela

Capa da Universidade do Access

Aplica-se ao Access 2019, 2016, 2013 e 2010!

13 Cursos - 574 Vídeo-Aulas - 63:32 horas

Para todos os detalhes, acesse:

https://juliobattisti.com.br/universidade-do-access.asp

Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Contato: Telefone: (51) 3717-3796 | E-mail: webmaster@juliobattisti.com.br | Whatsapp: (51) 99627-3434

Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda | CNPJ: 08.916.484/0001-25 | Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 - Universitário, Santa Cruz do Sul/RS, CEP: 96816-208

Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2021 ®

[LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI