NUNCA MAIS PASSE RAIVA POR NÃO CONSEGUIR RESOLVER UM PROBLEMA COM O EXCEL - GARANTIDO!

UNIVERSIDADE DO VBA - Domine o VBA no Excel Criando Sistemas Completos - Passo a Passo - CLIQUE AQUI

Você está em: PrincipalArtigosExcel Básico › Capítulo 06 : 07
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
« Anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próximo »
CURSO-APOSTILA - APRENDA EXCEL BÁSICO EM 120 LIÇÕES - CURSO COMPLETO - GRATUITO ONLINE
Autor: Júlio Battisti


Lição 107 - Módulo 06 - Funções Financeiras - Função IPGTO()
Objetivo: Nesta lição aprenderemos a utilizar a função IPGTO. Esta função retorna o pagamento dos juros de um investimento durante um determinado período. 

A Função IPGTO 

Esta função calcula o valor referente aos juros, em um pagamento exigido para reembolsar uma quantia ao longo de um período de tempo especificado, com pagamentos periódicos constantes e a uma taxa de juros constante. Em outras palavras, esta função determina do valor total de uma prestação, o quanto é relativo a juros. 

Sintaxe para a função PGTO: 

=IPGTO( taxa ;período;número_de_períodos;valor_presente;valor_futuro;tipo) 

As definições dos argumentos estão contidas na tabela em: Módulo 6 - Lição 2 - Funções Financeiras - Cálculo de Investimentos . 

Vamos a um exemplo: 

Vamos supor que você queira financiar um apartamento de R$150.000,00, sem entrada, a uma taxa mensal de 1,5%, em um período de 20 anos.

Vamos definir os argumentos: 

taxa -> 0,015 

número_de_períodos -> 20*12 = 240 meses. 

valor_presente -> É o valor a ser financiado: R$150.000,00. 

Uma vez explicados os argumentos vamos utilizar a função PGTO para realizar o cálculo proposto: 

=PGTO(0,015;240;150000) 

O valor retornado será: -R$2.314,97 . O valor retornado é negativo porque representa um pagamento mensal. Agora se quisermos saber o quanto deste valor é de juros para uma determinada prestação. 

Agora vamos calcular desta parcela, quanto é de juros. Por exemplo para a primeira prestação, qual a parte correspondente aos juros? 

Para fazer este cálculo utilizamos a função IPGTO, conforme indicado a seguir: 

=IPGTO(0,015;1;240;150000) 

O segundo argumento  1, indica que estamos querendo determinar o juro relativo a primeira prestação.Esta fórmula retorna R$2250,00, ou seja, para a primeira prestação, R$2250,00 é de juros de um total de R$2314,97. 

Agora vamos fazer o cálculo para a centésima prestação. 

=IPGTO(0,015;100;240;150000) 

O valor já baixa para R$2031,28 de juros. 

Agora vamos fazer o cálculo para a prestação de número 200: 

=IPGTO(0,015;200;240;150000) 

O valor já baixa para R$1057,67 de juros. 

Observe que para as primeiras prestação temos mais juro do que capital e para as prestações do final temos menos juros e mais capital. 

E para a última prestação, qual será o valor do juro? Vamos calcular: 

=IPGTO(0,015;240;240;150000) 

R$34,21 


« Anterior Δ Página principal ¤ Capítulos Próximo »
Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Cursos Online

  • Banco de Dados
  • Carreira
  • Criação/Web
  • Excel/Projetos
  • Formação
  • + Todas as categorias
  • Contato: Telefone: (51) 3717-3796 | E-mail: webmaster@juliobattisti.com.br | Whatsapp: (51) 99627-3434

    Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda | CNPJ: 08.916.484/0001-25 | Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 - Universitário, Santa Cruz do Sul/RS, CEP: 96816-208

    Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2019 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI