NUNCA MAIS PASSE RAIVA POR NÃO CONSEGUIR RESOLVER UM PROBLEMA COM O EXCEL - GARANTIDO!

UNIVERSIDADE DO VBA - Domine o VBA no Excel Criando Sistemas Completos - Passo a Passo - CLIQUE AQUI

Você está em: PrincipalArtigosLinux : Linuxbasico005
Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Linux Básico – Parte V

 

4.17 – Espaço disponível no disco

 

Para verificar o espaço disponível no disco usamos o comando df

 

A. Digite:

 

 

Figura 15 – Verificando espaço em disco

 

» Observe que a porcentagem de uso para cada filesystem é mostrado, bem como a quantidade disponível..

 

4.18 – Detalhes sobre a Memória RAM

 

Para verificar como a memória RAM está sendo usada usamos o comando free

 

A. Digite:

 

 

Observe que os dados mostrados aparecem em KB. Se quiséssemos ter a mesma saída em MB faríamos

 

 

4.19 – Detalhes sobre programas em execução

 

Para verificar quais os programas em execução, consumo de CPU e ainda consumo de memória RAM usamos o comando top.

 

A. Digite:

 

Figura 16 – Programas em execução

 

4.20 – Usando CDROM e Disquete

 

No linux antes de lermos um disquete ou um CD, é necessário fazer uma associação com o dispositivo físico através de um ponto de montagem (diretório). Para o CD usamos o ponto de montagem “/mnt/cdrom” e para o disquete usamos “/mnt/floppy”. Os dispositivos físicos “/dev/cdrom”e “/dev/fd0” são os que correspondem ao CDRom e ao drive de disquete respectivamente.

 

A montagem é feita com o comando mount e a desmontagem com o comando umount.

 

Sintaxe : mount [arquivo do dispositivo] [ponto de montagem]

 

Sintaxe : umount [ponto de montagem]

 

» Esses comandos só podem ser usados como root

 

Usando o CDROM

 

Não é necessário darmos logoff para logar como root. Usamos o comando su,  para essa finalidade. Esse comando permite a abertura de uma nova sessão com outro usuário.

 

» Para o usuário root usamos su sem argumentos, mas se fosse um outro usuário teríamos que digitar “su – usuário”

 

A. Digite:

 

B. Digite a senha

 

C. Coloque o CD

 

D. Digite:

 

 

E. Digite:

 

» Se não houve nenhum erro você deveria estar vendo o conteúdo do cdrom. Essa forma do mount somente pode ser usada para CD-R.

 

» Para trocar o CD, teremos que liberar a unidade antes de montá-la novamente..

 

F. Digite:

 

 

Usando o disquete

 

A. Coloque o disquete

 

B. Digite:

 

 

C. Digite:

 

 

» Se não houve nenhum erro você deveria estar vendo o conteúdo do disquete.

 

» Para trocar o disquete, teremos que liberar a unidade antes de montá-la novamente..

 

D. Digite:

 

 

4.21 – Localizando cadeias de caracteres

 

Muitas vezes pode ser útil listar ocorrências de uma palavra em um grupo de arquivos ou mesmo em um único arquivo ou ainda localizar um arquivo pelo seu conteúdo. Para isso usamos o comando grep. Ele também pode ser usado em conjunto com outros comandos com o auxilio do pipe, recebendo a saída de outros comandos como entrada. Veremos mais adiante.

 

Sintaxe : grep [palavra] [arquivo ou grupos de arquivos]

 

Primeiramente vamos criar alguns arquivos para ilustrarmos o uso do grep.

 

A. Digite:

 

B. Digite:

 

C. Digite:

 

D. Digite:

 

 

Com esse comando estamos procurando a ocorrência da palavra local dentro do arquivo arq1.

 

Figura 17 – Uso do grep com um arquivo

 

» Observe que as linhas que contém a palavra procurada são mostradas na tela.

 

E. Digite:

 

» Observe que agora nenhuma linha é mostrada. Isso acontece porque o grep diferencia maísculas de minúsculas.

 

Localizando palavras em grupos de arquivos

 

F. Digite:

 

 » O metacaracter (*) instrue ao grep a procurar pela palavra em todos os arquivos do diretório corrente.

 

Figura 18 – Uso do grep com mais de um arquivo

 

» Na tela além das linhas onde está a palavra procurada, também aparece quais os arquivos correspondentes

 

Usando Opções com o grep

 

Primeiramente usaremos a opção “c” que mostra a quantidade de linhas em que foi encontrada a palavra procurada.

 

G. Digite:

 

Se quiséssemos uma resposta mais amigável poderíamos fazer da seguinte forma:

H. Digite:

 

 

» Observe que todo o comando do passo G está agora entre (`) e a palavra procurada entre (‘). O comando echo mostra na tela o texto “Existem palavras no arquivo”, juntamente com o resultado do comando do passo G

 

A opção “v” mostra as linhas que não contém a palavra procurada.

 

I. Digite:

 

» O Veja a diferença em relação ao passo D.

 

Uma outra faceta muito interessante do grep é procurar por linhas que comecem com um determinado caractere em um arquivo.

 

J. Digite:

 

 

» O (^) instrui ao grep para procurar no inicio de cada linha. Observe que só as linhas que começam com “n” em arq2 foram listadas.

 

4.22 – Procurando arquivos e/ou diretórios

 

Podemos procurar por arquivos e/ou diretórios no disco, essa procura pode obedecer a certos critérios que estabelecemos.

 

Sintaxe : find [diretório] [opções / expressão]

 

Onde:

 

- Diretório – Ponto de partida para a procura incluindo seus subdiretórios

 

- Opções / Expressão – Citamos algumas na tabela abaixo:

 

 

Vamos agora através de um exemplo, ilustrar o uso do comando find. Vamos procurar a partir do diretório raiz arquivos que comecem com a letra h com tamanho superior a 10KB.

 

A. Digite:

 

 

Em alguns casos a lista pode ser extensa demais para conferirmos na tela. Uma boa forma de conferir posteriormente a listagem é redirecionando a saída do comando para um arquivo.

 

B. Digite:

 

 

C. Digite:

 

 

Para sabermos se o arquivo hosts consta da lista sem precisar listar o arquivo texto do inicio ao fim , faríamos:

 

D. Digite:

 

 

Se nós quiséssemos procurar arquivos que tenham um determinado conteúdo, bastaria usar o find juntamente com o grep.

 

Vamos procurar arquivos que tenham o conteúdo 127.0.0.1.

 

E. Digite:

 

 

» O pipe ( | ), redireciona a saída do find para o grep

 

Linux para Usuários - Básico
Instalando o Red Hat Linux
Introdução ao Linux
Comandos Básicos - Parte 1
Comandos Básicos - Parte 2
Comandos Básicos - Parte 3
Comandos Básicos - Parte 4
Edição de Texto - Parte 1
Edição de Texto - Parte 2
Edição de Texto com o vi - Parte 1
Edição de Texto com o vi - Parte 2
Sistema de Arquivos
Usando a forma literal
Processos - Parte 1
Processos - Parte 2 - Comandos
Processos - Parte 3 - Mais Comandos
Redirecionamento e Operadores
O Comando Grep
Configurações do Ambiente
Arquivos do Setup do Shell e o "/etc/profile"
Configurações de Rede
Comandos de Rede
Comandos de ftp e Instalação do lynx
Utilização e Configurações do Lynx
Instalação e Utilização do Browser Elinks
Parte 1 - A história do Linux
Parte 2 - As Distribuições Linux
Ubuntu Linux - Parte 2 - Conhecendo e Instalando o Ubuntu Linux - Parte 1
Ubuntu Linux - Parte 3 - Conhecendo e Instalando o Ubuntu Linux - Parte 2
Faça a sua declaração de imposto de renda com Linux
Linux para Administradores - Básico
Novidades sobre o Mandriva 2006
Configurando o Ambiente Gráfico no Linux
Instalando o Mandriva – Parte 1
Instalando o Mandriva – Parte 2
Instalando o Mandriva – Parte 3
Instalando o Mandriva – Parte 4
Ubuntu Linux - Parte 1 - Obtendo os CDs do Ubuntu gratuitamente
Mandriva Linux – Repositório com URPMI
Aprenda NFS e instale o Linux via Rede
Configurando um servidor de horas no Linux e Windows
Configure o Raid no Linux – Prático
Configurando o Red Hat Para ser Acessado Remotamente em Modo Gráfico
Instalando e configurando o Tomcat no Linux com Java - Prático
Mandriva Linux – Gerenciador de Pacotes - Usando o URPMI - Parte 1
Mandriva Linux – Gerenciador de Pacotes - Usando o URPMI - Parte 2
Gerenciando o Windows a partir do Linux
Gerenciando o Linux a partir do Windows
Configurando aplicações JSP via browser com o Tomcat
CACIC
CACIC - O que é o CACIC?
CACIC - Fazendo o download do CACIC
CACIC - Descompactando os arquivos do CACIC e Configurando o MySQL
CACIC - Configurando o php e ftp no Linux
CACIC - Configurando o Gerente do CACIC

 

Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Contato: Telefone: (51) 3717-3796 | E-mail: webmaster@juliobattisti.com.br | Whatsapp: (51) 99627-3434

Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda | CNPJ: 08.916.484/0001-25 | Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 - Universitário, Santa Cruz do Sul/RS, CEP: 96816-208

Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2021 ®

[LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI