NUNCA MAIS PASSE RAIVA POR NÃO CONSEGUIR RESOLVER UM PROBLEMA COM O EXCEL - GARANTIDO!

UNIVERSIDADE DO VBA - Domine o VBA no Excel Criando Sistemas Completos - Passo a Passo - CLIQUE AQUI

Você está em: PrincipalArtigosLinux : Linuxbasico012
Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Linux Básico – Parte XII

 

7 – Processos

 

Juntamente com arquivos, processos são uma das coisas mais importantes em um sistema Linux/UNIX. Sempre que executamos algum comando, isso pode gerar um único processo ou uma série deles. Por exemplo, quando digitamos ls, a execução gera apenas um único processo, mas quando iniciamos um programa como mozilla, vários processos são gerados. Processos consomem recursos de hardware da máquina, tais como CPU, memória e disco. Existem ferrramentas para gerenciar esses processos e a utilização dos recursos. Existem casos em que processos necessitam permanecer rodando mesmo quando o usuário não está mais logado.

 

7.1 – Tipos de Processos

 

Existem 3 tipos de processo, os interativos, os automáticos e os daemons.

 

Veremos detalhadamente cada um deles.

 

7.1.1 – Processos Interativos

 

Processos interativos são iniciados através de uma sessão de terminal. Ou seja é preciso que haja alguém conectado ao sistema para iniciar esses processos. Eles não iniciam automaticamente como parte das funções do sistema. Os processos podem rodar em primeiro plano ocupando a sessão de terminal que o iniciou ou em segundo plano. A diferença é que quando iniciamos um processo em primeiro plano a sessão de terminal fica ocupada até que o processo termine, isto é não podemos iniciar outro processo simultaneamente nessas condições. O mesmo não ocorre quando iniciamos o processo em segundo plano. Após a execução de um processo, a sessão de terminal fica liberada para outras tarefas. Normalmente iniciamos um processo em segundo plano quando sabemos de antemão que a sua execução será muito demorada e que não há necessidade de entrada de comandos durante sua execução.

 

Para rodarmos um programa em segundo plano basta digitarmos “&” após o comando.

 

7.1.2 – Processos Automáticos

 

Processos automáticos ou de lote não são conectados a uma sessão de terminal. São tarefas que podem ser agrupados em uma fila esperando para serem executados de forma seqüencial. Eles podem ser executados segundo dois critérios:

 

- Em um dado tempo estipulado pelo usuário, através de comandos.

 

- Em momentos em que o sistema está muito sobrecarregado para aceitar novas tarefas.

 

7.1.3 – Daemons

 

Daemons são processos que rodam o tempo todo. Na maioria das vezes são processos iniciados durante o processo de inicialização do sistema. Eles rodam em segundo plano e ficam esperando que os seus serviços sejam requisitados por programas clientes. Um bom exemplo é o processo xinetd. Ele é um daemon de rede que fica a espera de uma requisição de conexão de um cliente FTP.

 

7.2 – Características

 

Um processo tem uma série de características, ressaltaremos aqui as mais importantes:

 

 

» É sempre bom lembrar que um determinado processo (processo pai) pode disparar a execução de vários outros processos associados a ele (processos filho).

 

7.3 – Listando informações de processos

 

Todas as informações descritas anteriormente podem ser visualizadas através do uso do comando ps. O comando ps lista informações dos processos que estão em execução no sistema.

 

Sintaxe: ps [opções]

 

7.3.1 – Listando todos os processos em execução no sistema

 

Primeiramente vamos listar simplesmente os processos em execução no sistema.

 

A. Se logue como curso

 

B. Digite:

 

Figura 52 – Processos listados para o usuário curso

 

» Observe que a lista não traz informações detalhadas e que só os processos do usuário que está logado no momento são mostrados.

 

Para listar maiores informações referente aos mesmos processos:

 

C. Digite:

 

Figura 53 – Processos listados para o usuário curso com maiores informações

 

Para listar todos os processos em execução no sistema independente do usuário, fazemos:

 

D. Digite:

 

 

Figura 54 – Listando todos os processos do sistema.

 

Figura 55 – Listando todos os processos do sistema. (cont)

 

» Essa é a forma mais comumente usada do comando ps

 

Para listar informações de consumo de CPU e memória de cada processo listado faríamos:

 

E. Digite:

 

 

Figura 56 – Listando informações de consumo de CPU e memória dos processos

 

Linux para Usuários - Básico
Instalando o Red Hat Linux
Introdução ao Linux
Comandos Básicos - Parte 1
Comandos Básicos - Parte 2
Comandos Básicos - Parte 3
Comandos Básicos - Parte 4
Edição de Texto - Parte 1
Edição de Texto - Parte 2
Edição de Texto com o vi - Parte 1
Edição de Texto com o vi - Parte 2
Sistema de Arquivos
Usando a forma literal
Processos - Parte 1
Processos - Parte 2 - Comandos
Processos - Parte 3 - Mais Comandos
Redirecionamento e Operadores
O Comando Grep
Configurações do Ambiente
Arquivos do Setup do Shell e o "/etc/profile"
Configurações de Rede
Comandos de Rede
Comandos de ftp e Instalação do lynx
Utilização e Configurações do Lynx
Instalação e Utilização do Browser Elinks
Parte 1 - A história do Linux
Parte 2 - As Distribuições Linux
Ubuntu Linux - Parte 2 - Conhecendo e Instalando o Ubuntu Linux - Parte 1
Ubuntu Linux - Parte 3 - Conhecendo e Instalando o Ubuntu Linux - Parte 2
Faça a sua declaração de imposto de renda com Linux
Linux para Administradores - Básico
Novidades sobre o Mandriva 2006
Configurando o Ambiente Gráfico no Linux
Instalando o Mandriva – Parte 1
Instalando o Mandriva – Parte 2
Instalando o Mandriva – Parte 3
Instalando o Mandriva – Parte 4
Ubuntu Linux - Parte 1 - Obtendo os CDs do Ubuntu gratuitamente
Mandriva Linux – Repositório com URPMI
Aprenda NFS e instale o Linux via Rede
Configurando um servidor de horas no Linux e Windows
Configure o Raid no Linux – Prático
Configurando o Red Hat Para ser Acessado Remotamente em Modo Gráfico
Instalando e configurando o Tomcat no Linux com Java - Prático
Mandriva Linux – Gerenciador de Pacotes - Usando o URPMI - Parte 1
Mandriva Linux – Gerenciador de Pacotes - Usando o URPMI - Parte 2
Gerenciando o Windows a partir do Linux
Gerenciando o Linux a partir do Windows
Configurando aplicações JSP via browser com o Tomcat
CACIC
CACIC - O que é o CACIC?
CACIC - Fazendo o download do CACIC
CACIC - Descompactando os arquivos do CACIC e Configurando o MySQL
CACIC - Configurando o php e ftp no Linux
CACIC - Configurando o Gerente do CACIC

 

Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Contato: Telefone: (51) 3717-3796 | E-mail: webmaster@juliobattisti.com.br | Whatsapp: (51) 99627-3434

Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda | CNPJ: 08.916.484/0001-25 | Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 - Universitário, Santa Cruz do Sul/RS, CEP: 96816-208

Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2021 ®

[LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI