NUNCA MAIS PASSE RAIVA POR NÃO CONSEGUIR RESOLVER UM PROBLEMA COM O EXCEL - GARANTIDO!

UNIVERSIDADE DO VBA - Domine o VBA no Excel Criando Sistemas Completos - Passo a Passo - CLIQUE AQUI

Você está em: PrincipalArtigosLinux : Linuxbasico016
Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Linux Básico – Parte XVI

 

8.5 – Escrevendo para a saída e arquivo simultaneamente

 

Os operadores vistos anteriormente não possuem a facilidade de escrever na saída padrão e para um arquivo simultâneamente. Isso é possivel com o comando tee.

 

Este comando é útil se desejamos ver e salvar a saída. Vejamos um exemplo:

 

A. Digite:

 

 

B. Digite:

 

 

C. Digite:

 

 

Observe que a saída do comando date foi visualizado na tela e salvo para os arquivos data1 e data2. Para apendar o conteúdo dos arquivos use a opção “-a” do comando.

 

8.6 –  Usando Filtros

 

O uso mais comum de filtros é na reestruturação da saída. Veremos dois dos mais importantes.

 

8.6.1 –  Grep

 

Já usamos o grep anteriormente em lições anteriores, porém agora vamos descrevê-lo em mais detalhes.

 

Como já vimos o grep scaneia a saída linha por linha procurando pelos argumentos especificados na sintaxe do comando. Todas as linhas contendo aquele argumento serão impressas na saída padrão. O resultado inverso ao esperado pode  ser obtido  usando a opção “-v” do comando.

 

Desejamos listar os arquivos que foram modificados em Jan.

 

A. Digite:

 

 

B. Digite:

 

 

Figura 73 – Usando o comando ls

 

Observe que inicialmente nada é listado. Mas ao digitarmos ls –l vemos que existem arquivos que foram modificados em Janeiro. Isso ocorre porque o Grep é case sensitive, isto é diferencia maísculas de minúsculas. Para obtermos o resultado esperado o correto seria:

 

C. Digite:

 

 

Figura 74 – Saída filtrada com grep

 

Observe que somente os arquivos modificados em Janeiro são listados.

 

Vamos agora usar a opção v:

 

D. Digite:

 

 

Figura 75 – Saída filtrada com grep

 

Veja a diferença. O resultado foi a listagem do inverso do que especificamos no comando, ou seja, listamos todos os arquivos com exceção daqueles modificados em Janeiro. Logo a opção “v” do grep funciona como negação daquilo do que desejamos obter como resultado.

 

Para que o grep não seja case sensitive, usamos a opção “1” e para que o grep percorra os subdirs usamos a opção “r”.

 

Para maiores detalhes sobre o uso do grep consulte a ajuda do comando.

 

8.6.2 –  Sort

 

O propósito do sort é ordenar as linhas em ordem alfabética. Isso pode ser muito útil  quando precisamos ordenar uma lista de nomes que está um arquivo por exemplo. Mas o sort pode fazer muitas outras coisas bem interessantes.

 

Vamos listar o conteúdo de um diretório ordenando os arquivos por tamanho, menores primeiro e maiores por último.

 

A. Digite:

 

 

Figura 76 – Arquivos ordenados por tamanho

 

O Sort juntamente com o comando uniq pode ser usado para eliminar entradas duplicadas da listagem de um arquivo.

 

Crie um arquivo chamado nomes com o seguinte conteúdo e digitado na ordem a seguir:

 

Alberto, Geraldo, Roberto, Alexandre, Débora, Kátia, Aline, Bárbara, Henrique, Mateus, Roberto, Alberto.

 

Observe que existem nomes duplicados

 

A. Digite:

 

 

Observe que os nomes agora aparecem em ordem alfabética porém com nomes duplicados.

 

Figura 77 – Listando arquivo nomes em ordem alfabética

 

B. Digite:

 

 

Agora a lista aparece sem as duplicações

 

C. Digite:

 

 

Assim salvamos o arquivo sem duplicações.

 

Linux para Usuários - Básico
Instalando o Red Hat Linux
Introdução ao Linux
Comandos Básicos - Parte 1
Comandos Básicos - Parte 2
Comandos Básicos - Parte 3
Comandos Básicos - Parte 4
Edição de Texto - Parte 1
Edição de Texto - Parte 2
Edição de Texto com o vi - Parte 1
Edição de Texto com o vi - Parte 2
Sistema de Arquivos
Usando a forma literal
Processos - Parte 1
Processos - Parte 2 - Comandos
Processos - Parte 3 - Mais Comandos
Redirecionamento e Operadores
O Comando Grep
Configurações do Ambiente
Arquivos do Setup do Shell e o "/etc/profile"
Configurações de Rede
Comandos de Rede
Comandos de ftp e Instalação do lynx
Utilização e Configurações do Lynx
Instalação e Utilização do Browser Elinks
Parte 1 - A história do Linux
Parte 2 - As Distribuições Linux
Ubuntu Linux - Parte 2 - Conhecendo e Instalando o Ubuntu Linux - Parte 1
Ubuntu Linux - Parte 3 - Conhecendo e Instalando o Ubuntu Linux - Parte 2
Faça a sua declaração de imposto de renda com Linux
Linux para Administradores - Básico
Novidades sobre o Mandriva 2006
Configurando o Ambiente Gráfico no Linux
Instalando o Mandriva – Parte 1
Instalando o Mandriva – Parte 2
Instalando o Mandriva – Parte 3
Instalando o Mandriva – Parte 4
Ubuntu Linux - Parte 1 - Obtendo os CDs do Ubuntu gratuitamente
Mandriva Linux – Repositório com URPMI
Aprenda NFS e instale o Linux via Rede
Configurando um servidor de horas no Linux e Windows
Configure o Raid no Linux – Prático
Configurando o Red Hat Para ser Acessado Remotamente em Modo Gráfico
Instalando e configurando o Tomcat no Linux com Java - Prático
Mandriva Linux – Gerenciador de Pacotes - Usando o URPMI - Parte 1
Mandriva Linux – Gerenciador de Pacotes - Usando o URPMI - Parte 2
Gerenciando o Windows a partir do Linux
Gerenciando o Linux a partir do Windows
Configurando aplicações JSP via browser com o Tomcat
CACIC
CACIC - O que é o CACIC?
CACIC - Fazendo o download do CACIC
CACIC - Descompactando os arquivos do CACIC e Configurando o MySQL
CACIC - Configurando o php e ftp no Linux
CACIC - Configurando o Gerente do CACIC

 

Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Contato: Telefone: (51) 3717-3796 | E-mail: webmaster@juliobattisti.com.br | Whatsapp: (51) 99627-3434

Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda | CNPJ: 08.916.484/0001-25 | Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 - Universitário, Santa Cruz do Sul/RS, CEP: 96816-208

Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2021 ®

[LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI