NUNCA MAIS PASSE RAIVA POR NÃO CONSEGUIR RESOLVER UM PROBLEMA COM O EXCEL - GARANTIDO!

UNIVERSIDADE DO VBA - Domine o VBA no Excel Criando Sistemas Completos - Passo a Passo - CLIQUE AQUI

Você está em: PrincipalArtigosLinux : Ubuntu002
Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Conhecendo e instalando o Ubuntu Linux Parte 1

 

Apresentação

 

Nesta primeira parte, você vai aprender um pouco mais da filosofia do Ubuntu e ver os passos necessários para instalar esta distribuição incrível. Iremos usar a última versão que é a versão 5.10.

 

O projeto Ubuntu

 

Como já foi mencionado é uma distribuição baseada no Debian. Existe uma fundação chamada de Ubuntu Fundation – uma organização sem fins lucrativos que vem incentivando o uso do Linux. A Fundação recebe porte financeiros de uma empresa que presta serviços de Linux com treinamentos, serviços etc. A ONG é a Canonical Inc uma empresa privada. Toda a renda é revertida para a própria fundação. Além é claro do apoio da comunidade.

 

As versões do Ubuntu

 

As versões do Ubuntu seguem um padrão de acordo com o ano e mês do seu lançamento. Por exemplo, a versão 5.10, significa ano de 2005 e o mês outubro.

 

Também recebem um codinome.

 

Veja uma tabela:

 

 

Segundo o site do Ubuntu a próxima versão será a 6.04 com codinome de Dapper Drake. Será a primeira versão do ano de 2006. O Ubuntu tem o compromisso de lançar uma versão nova a cada 6 meses.

 

O Grande sucesso do Ubuntu

 

O Ubuntu teve seu sucesso impulsionado pela fácil aquisição dos seus cds sem nem custo para os usuários. O processo é bem simples e é só fazer o pedido e eles te mandam os cds. É legal receber em casa. Imagine só, no Brasil que as conexões para a maioria dos usuários é discada. Um usuário jamais conseguiria fazer um download de 650 MB.  Ao final deste capítulo, irei mostrar como fazer o pedido.

 

Uma grande característica do Ubuntu é que ele é bem amigável para o usuário iniciante. Só para se ter uma idéia quando eu coloco um pen drive na porta USB, ele já abre automaticamente os arquivos para mim. É até mais fácil do que nosso amigo concorrente. Não vou citar o seu nome aqui. Ta bom: Windows XP.

 

O foco do Ubuntu é o usuário, mas o pessoal do projeto do Ubuntu vão começar a lançar as versões voltadas para servidor. Apesar de o Linux poder ser tanto uma versão para estação como uma versão para servidor. Mas o grande lance das distribuições Linux é que a empresa e a comunidade podem personaliza-la da forma mais interessante e para determinadas tarefas.

 

O que é necessário para instalar o Ubuntu

 

O processo de instalação do Ubuntu é semelhante ao do Debian e não tem ambiente gráfico como o Mandriva ou Suse por exemplo. Mas ao final a instalação é simples. Mas acredito que ninguém terá problemas ao instalar o Ubuntu.

 

Antes de começar a instalação é preciso saber se você vai instalar num único HD ou se vai usar uma partição disponível do HD. Se você tiver já o Windows numa única partição é possível usar ferramentas para reparticionar o HD, mas antes faça o backup.

 

O que é necessário para começar o processo de instalação:

 

» Um computador é claro

 

» O CD do UBUNTU

 

» Configurar o boot pelo CD-ROM do computador.

 

» E, faça o backup dos seus dados.

 

Qual computador será usado?

 

Quando se vai adquirir um computador ou software, é necessário se informar se ele suporta determinando sistema operacional ou se o software funciona no Ubuntu e tal. Outro fato importante é saber se o seu hardware suporta o Sistema Operacional que você vai utilizar? Por exemplo, um computador com 128 de memória Ram até dá para usar no Linux no Modo Gráfico, mas quando você abrir por exemplo o Firefox ou o Evolution mais o Kopete, teu computador vai ficar muito lento. Então, tem que se pensar nisso.

 

Outro detalhe é se onde você vai instalar o Ubuntu, ele vai ser utilizado como Servidor. Neste caso, será necessário mais conhecimento e um hardware bem mais “robusto”.

 

Hardware necessário:

 

Um driver de CD/DVD

128 de RAM. Não aconselho. Use pelo menos 256 e se possível 512 de Ram.

CPU: hoje o Linux é compatível com todas os processadores da linha Intel e AMD.

RAM: 128 MB (mínimo), 256 MB (recomendado). O ideal seria uns 512MB.

Disco rígido: se você vai usar o Ubuntu para criar seus arquivos, ouvir seus MP3s. O ideal é que você tenha um HD de 40GB. Mas para testes um HD com 4GB já dá para começar.

 

O processo de instalação envolve estas etapas:

 

» Idioma da instalação/sistema. Por exemplo: Português do Brasil.

 

» Mapa do teclado. Informar se é abnt2 ou outro mapa.

 

» configuração de rede. Esta é geralmente usada via servidor DHCP.

 

» Opções de particionamento – aqui você vai informar o tamanho das partições ou se não deixa tudo automático.

 

» Configuração de fuso horário e data/hora.

 

» Criação de um usuário para acessar o Ubuntu.

 

Iniciando o processo de instalação o Ubuntu

 

Vamos precisar do CD do Ubuntu e do computador.  Vamos nós.

 

Configurando a BIOS do computador

 

Bem, vamos configurar o computador para que ele inicie o boot pelo cd-rom.
Geralmente não temos problemas de instalação com o Ubuntu. Ele irá reconhecer a maioria dos periféricos do seu computador.

 

1. Ligue o computador e acesse a BIOS pressionando Del ou a tecla de acesso a Bios.  Mas isso varia de fabricante para fabricante. Alguns computadores funcionam apenas com a tela F2 ou F10. Então, veja como acessar a bios do seu computador.

 

Veja uma ilustração quando pressionada a tecla Del ou a tecla de acesso a Bios:

 

 

2. Acesse a opção que muda da Bios a seqüência de Boot. Esta opção Geralmente em Boot. Altere a seqüência de para que o cd-rom fique em primeiro e o hard drive em segundo. Veja uma ilustração:

 

 

1. Altere para que o CD/DVD fique em primeiro na seqüência de boot.

 

Veja a figura abaixo:

 

 

Agora, coloque o cd-rom no drive e salve as alterações na bios pressionando F10.

 

Com o cd-rom no drive, ao inicializar o computador será exibida a seguinte tela:

 

 

Nesta tela, você poderia simplesmente pressionar Enter e prosseguir com o processo de instalação normal. Mas existem outras opções que podem ser utilizadas.

 

Para acessar estas opções pressione a tecla F1. Lá serão exibidas várias opções de instalação do Ubuntu. Veja uma ilustração:

 

 

Ao pressionar a tecla F9 – serão exibidas informações sobre o projeto do Ubuntu. Ao pressionar as teclas de F4 até F7, poderão ser iniciadas instalações especiais.

 

4. Vamos usar a instalação padrão então tecle Enter.

 

Aguarde um pouco.

 

Seleção do idioma

 

Agora, vamos informar qual idioma iremos usar.

 

1. Selecione o Portuguese (Brazil) – Português do Brasil. Dica, pressione a tecla “P”, assim será acessado todos os idiomas que começarm com a letra “P”. Veja a ilustração:

 

 

2. Agora tecle Enter para prosseguir com a instalação.

 

Informando o layout para o teclado

 

Aqui, você deve informar se usa um teclado ABNT1 ou ABNT2.

 

3. Use as setas do teclado e marque Selecione um layout de teclado e tecle Enter.

 

Será exibido um teclado padrão. Foi detectado o Português Brasileiro (layout ABNT2). Veja:

 

 

3. Pressione Enter para prosseguir com a instalação

 

Opção Detectar e montar o CD-ROM

 

Agora, vamos seguir para o uso do cd-rom.

 

1. Selecione a opção Detectar e montar o CD-ROM e tecle Enter.

 

Veja a ilustração:

 

 

Agora, aguarde um pouco enquanto é feito a parte de detectar o hardware.

 

Configurando a Rede

 

Um dos pontos fracos do Ubuntu Linux é que o ideal é que tenha um servidor de DCHP na rede, pois será necessário baixar o suporte para a língua portuguesa. Ou, seja, se você não conseguir configurar o teu Ubuntu Linux para a Internet, vai instalar com uma série de itens.  Mas, isso pode ser feito depois.

 

1. Informe o nome da máquina. Dependendo da empresa, é seguido com um padrão. Ex: PMFSMSADM01. O que significa: PRM - Prefeitura Municipal de Fortaleza, depois SMS - Secretaria Municipal de Saúde, depois o setor Administração. Mas isso é apenas um exemplo ilustrativo. Cada administrador segue um padrão. Se for no seu micro em casa, escolha um nome interessante.

 

Observe na ilustração abaixo:

 

 

2. Agora tecle Enter para prosseguir com o processo de instalação.

 

Entendendo o processo de particionamento

 

Nesta etapa, vamos particionar os discos. Mas, antes vou fazer uma pequena explicação sobre as partições no Linux.

 

Para instalar qualquer distribuição GNU/Linux, são necessárias duas partições: a partição / e a swap. Diferente do Windows no Linux não existe letras para representar as Unidades de disco. Por exemplo, no Microsoft Windows, você usa C:\ para o HD. A letra A: para o disquete ou FLOPPY.

 

No Linux existe o / que representa o filesystem ou sistema de arquivos.

 

Nele são criados vários diretórios com funções bem definida. O diretório /etc – ficam os arquivos de configuração. Já o diretório /HOME – é o diretório padrão dos usuários.

 

No Linux o diretório /home, pode está criado em outra partição o disco rígido ou até via Rede. Mas para o sistema Linux é sempre no / não importa a localização física.

 

Qual a vantagem? Como no Linux tudo é arquivo, ou seja é possível configurar uma partição, apenas alterando um arquivo ou configurar um servidor de e-mail apenas alterando os arquivos corretos. Sem que para isso seja necessária uma reinstalação do sistema.

 

Observe a tabela abaixo com o exemplo das partições no Linux:

 

 

Para os dispostivos SCSI, segue a mesma lógica dos IDEs. Veja a tabela:

 

 

Uma observação sobre os dispositivos no Linux é que por exemplo o pen driver é considerado como um dispositivo scsi ou seja /dev/sda.

 

Este assunto sobre as partições é apenas uma introdução até para vocês entenderem um pouco como funciona o esquema das partições no Linux. Mas, saiba que isso é extremamente importante para quem vai administrar servidores Linux. Será lançado um curso, falando sobre isso de forma mais aprofundada. Vamos prosseguir com nossa instalação:

 

1. Vamos selecione a opção Apagar todo o disco : IDE principal (hda) – 7.5 GB. Este tamanho, foi o que eu escolhi para instalar o Linux.Isso pode variar no seu computador sem problemas. Veja a ilustração:

 

 

2. Tecle Enter para prosseguir com o particionamento.

 

Será exibida uma tela com as alterações feitas nas partições. Veja:

 

 

3. Se você tiver certeza das partições tecle Tab até selecionar a opção Sim, depois confirme teclando Enter.

 

Nesse momento será feito o processo de formatação do disco rígido e a instalação continuará.

 

O Ubuntu Linux não tem a opção de seleção de pacotes serão instalados. Ele faz uma instalação básica do sistema com alguns programas importantes como um leitor de e-mail. No caso do Ubuntu o excelente Evolution. E uma série de programas do dia-a-dia. Mas, mais programas poderão ser adicionados futuramente de forma simples e prática.

 

Conclusão

 

Bem, na próxima etapa iremos concluir o processo de instalação. Vale apenas conferir.

 

Grande abraço.

 

Linux para Usuários - Básico
Instalando o Red Hat Linux
Introdução ao Linux
Comandos Básicos - Parte 1
Comandos Básicos - Parte 2
Comandos Básicos - Parte 3
Comandos Básicos - Parte 4
Edição de Texto - Parte 1
Edição de Texto - Parte 2
Edição de Texto com o vi - Parte 1
Edição de Texto com o vi - Parte 2
Sistema de Arquivos
Usando a forma literal
Processos - Parte 1
Processos - Parte 2 - Comandos
Processos - Parte 3 - Mais Comandos
Redirecionamento e Operadores
O Comando Grep
Configurações do Ambiente
Arquivos do Setup do Shell e o "/etc/profile"
Configurações de Rede
Comandos de Rede
Comandos de ftp e Instalação do lynx
Utilização e Configurações do Lynx
Instalação e Utilização do Browser Elinks
Parte 1 - A história do Linux
Parte 2 - As Distribuições Linux
Ubuntu Linux - Parte 2 - Conhecendo e Instalando o Ubuntu Linux - Parte 1
Ubuntu Linux - Parte 3 - Conhecendo e Instalando o Ubuntu Linux - Parte 2
Faça a sua declaração de imposto de renda com Linux
Linux para Administradores - Básico
Novidades sobre o Mandriva 2006
Configurando o Ambiente Gráfico no Linux
Instalando o Mandriva – Parte 1
Instalando o Mandriva – Parte 2
Instalando o Mandriva – Parte 3
Instalando o Mandriva – Parte 4
Ubuntu Linux - Parte 1 - Obtendo os CDs do Ubuntu gratuitamente
Mandriva Linux – Repositório com URPMI
Aprenda NFS e instale o Linux via Rede
Configurando um servidor de horas no Linux e Windows
Configure o Raid no Linux – Prático
Configurando o Red Hat Para ser Acessado Remotamente em Modo Gráfico
Instalando e configurando o Tomcat no Linux com Java - Prático
Mandriva Linux – Gerenciador de Pacotes - Usando o URPMI - Parte 1
Mandriva Linux – Gerenciador de Pacotes - Usando o URPMI - Parte 2
Gerenciando o Windows a partir do Linux
Gerenciando o Linux a partir do Windows
Configurando aplicações JSP via browser com o Tomcat
CACIC
CACIC - O que é o CACIC?
CACIC - Fazendo o download do CACIC
CACIC - Descompactando os arquivos do CACIC e Configurando o MySQL
CACIC - Configurando o php e ftp no Linux
CACIC - Configurando o Gerente do CACIC

 

Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Contato: Telefone: (51) 3717-3796 | E-mail: webmaster@juliobattisti.com.br | Whatsapp: (51) 99627-3434

Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda | CNPJ: 08.916.484/0001-25 | Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 - Universitário, Santa Cruz do Sul/RS, CEP: 96816-208

Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2021 ®

[LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI