[MEU 50º LIVRO]: BANCOS DE DADOS E ACESS - CURSO COMPLETO - DO BÁSICO AO VBA - 1602 páginas

Páginas: 1602 | Autor: Júlio Battisti | 40% de Desconto e 70h de Vídeo Aulas de Bônus

Você está em: PrincipalArtigosSQL Server 2005 › Capítulo 04 : 01
Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››
« Capítulo anterior Curso Completo de SQL Server 2005 - Júlio Battisti Δ Página principal Curso Completo de SQL Server 2005 - Júlio Battisti ¤ Capítulos Curso Completo de SQL Server 2005 - Júlio Battisti Próxima lição »
SQL Server 2005 - CURSO COMPLETO
Autor: Júlio Battisti
Lição 049 - Capítulo 04 - Introdução

No Capítulo 3, aprendemos a criar Bancos de Dados utilizando o SQL Server Management Studio e também a janela para execução de comandos T-SQL. “Porém, um Banco de Dados em si não serve para nada”. Não se assuste com a afirmação, pois é exatamente isso. Ou seja, só o banco de dados, não serve para “absolutamente nada”. Precisamos criar os diversos elementos que  compõem o banco de dados, para que este possa ter alguma utilidade. Neste capítulo aprenderemos sobre os seguintes elementos, que fazem parte de um banco de dados:

• Tipos de dados

• Tabelas

• Índices

Iniciaremos o capítulo aprendendo sobre os tipos de dados predefinidos no SQL Server 2005. Conforme explicarei em detalhes, cada coluna deve conter dados de um determinado tipo, por exemplo: Texto, Números inteiros, Números reais, Data e hora, etc.

Na seqüência aprenderemos a criar tabelas em um Banco de Dados do SQL Server 2005. Utilizaremos o SQL Server Management Studio e também comandos T-SQL. Veremos diversos exemplos de criação de tabelas e definição dos campos que fazem parte da tabela. Também aprenderemos a definir as propriedades de cada campo.

Uma vez criada as tabelas, podemos aprender a definir índices para as tabelas. Também aprenderemos a definir um campo como sendo a Chave Primária da tabela. Conforme será explicado os índices desempenham um papel muito importante no desempenho das consultas (Views). Uma correta definição dos índices pode ser um auxiliar valioso para obter um desempenho otimizado. Aprenderemos a criar índices utilizando o SQL Server Management Studio e utilizando comandos T-SQL.

Após ter estudado este capítulo, o amigo leitor deverá estar habilitado para:

• Criar tabelas em um Banco de Dados do SQL Server 2005.

• Definir as características dos campos de uma tabela.

• Entender a importância da criação de índices para o desempenho de consultas.

• Saber criar índices utilizando as diversas ferramentas disponíveis.

Observe que neste capítulo, iremos criar tabelas e índices. Não faremos a entrada de dados, inserindo registros nas tabelas que forem criadas neste capítulo. Conforme descrito anteriormente, o SQL Server 2005 não é um front-end para desenvolvimento de aplicações. A entrada de dados em um Banco de Dados do SQL Server (ou do ORACLE, DB2 da IBM, etc), normalmente, é feita através de formulários de uma aplicação desenvolvida em Visual Basic, Delphi, ASP ou qualquer outra ferramenta de desenvolvimento capaz de se comunicar com um Banco de Dados do SQL Server 2005.

Fundamentos em: Projeto de Banco de Dados e Tipos de Dados do SQL Server 2005

Pré-Requisitos

  • Noções dos conceitos básicos sobre Bancos de Dados Relacionais.

Metodologia

  • Apresentação dos tipos básicos do SQL Server 2005.

Considerações sobre o projeto de Bancos de Dados.

Conforme vimos no Capítulo 1, antes de começarmos a criar um Banco de Dados, devemos fazer uma análise bastante criteriosa para determinar quais as tabelas que farão parte do banco de dados; quais campos farão parte de cada tabela; quais as propriedades de cada um dos campos; qual campo será a Chave Primária de cada tabela; quais os relacionamentos entre as tabelas e as definições de Integridade Referencial. O passo final é a aplicação das regras de Normalização.

Uma vez definidos todos estes pontos, teremos o Diagrama Entidade x Relacionamentos o qual serve como um mapa para a estrutura do Banco de Dados. Neste capítulo iremos aprender a criar as tabelas definidas no Diagrama Entidades x Relacionamentos.

Antes de criarmos as tabelas, vamos aprender sobre os tipos de dados disponibilizados pelo SQL Server 2005. O “tipo” do dado de um determinado campo define quais as informações que podem ser armazenadas no campo. Por exemplo, um campo que é definido como Inteiro não poderá conter caracteres nem números com decimais. Já um campo do tipo Data não irá aceitar uma entrada como: 30/02/2005, a qual é uma data inválida. Já se ao invés de data o campo fosse do tipo Texto, a entrada 30/02/2005 seria aceita. Observe que ao definir um tipo para cada campo, já temos uma maneira de limitar os valores que são aceitos para este campo. No projeto do Banco de Dados também definimos os tipos dos diversos campos de cada tabela.

Na Tabela 4.1 temos os principais tipos de dados disponíveis no SQL Server 2005.

Tabela 4.1 Principais tipos de dados do SQL Server 2005.

<Título Tabela>Tipo                                                                           Descrição      Tamanho

<Tab>bigint     Um inteiro de 8 bytes. Seus valores variam       8 bytes
na seguinte faixa: -2^63
(-9,223,372,036,854,775,808) até  2^63 -1
(9,223,372,036,854,775,807)

<Tab>binary(n)                                                                                    Um binário de tamanho fixo (n bytes), onde o    n+4 bytes
                            valor máximo de n é 8000. Devemos utilizar este
                            tipo, quando os dados de uma coluna terão mais
                            ou menos o mesmo tamanho, como por exemplo
                            a foto de um funcionário.

<Tab>bit           É um inteiro que somente pode conter os valores 0, 1                            Variável. Depende do
ou NULL. Colunas com o tipo de dados bit não podem          número de colunas.
ser indexadas. O Microsoft SQL Server 2005 otimizou o
espaço utilizado para armazenar valores do tipo bit. Por
exemplo, se em uma tabela houver até oito colunas com
dados do tipo bit, estas colunas serão armazenadas como
um byte; se houver entre 9 e 16 colunas do tipo com dados
do tipo bit, estas colunas serão armazenas como dois
bytes e assim por diante. Valores do tipo String  True e False
podem ser convertidas para dados do tipo Bit, sendo
True = 1 e False = 0.

<Tab>char(n)   Texto de tamanho fixo (n bytes), com caracteres não                            n bytes
                            Unicode. O valor máximo para n é 8000.

<Tab>cursor     Contém uma referência (ponteiro) para um cursor.                                Não aplicável.
                            Falaremos mais sobre cursores a partir do Capítulo 9.

<Tab>datetime                                                                                    Data e hora na período de 01/01/1753 à 31/12/9999.                       8 bytes                 

<Tab>float(n)   Um número decimal que pode variar de -1.79E+38 até        4 a 8 bytes
                            +1.79E+38. O valor n indica o número de bits utilizado         dependendo da
                            para armazenar a mantissa do número e varia de 1 a 53.    precisão

<Tab>image     Utilizado para dados binários de tamanho variável e                             16 bytes por pointer
                            maiores do que 8000 bytes. Tem um tamanho
                            máximo de (2^31) -1 byte (cerca de 2 GB). Uma
                            coluna deste tipo é simplesmente um ponteiro para
                            a localização da imagem. Os dados da imagem são
                            armazenados separadamente dos dados da tabela.

<Tab>integer    Um inteiro variando de -(2^31) (-2.147.483.648)     4 bytes
          ou int        até (2^31)-1 (+.147.483.647)

<Tab>money    Valores monetários variando de -(2^63)                    8 bytes
                            (-922.337.203.685.477,5808) até +(2^63)-1
                            (+922.337.203.685.477,5807).

<Tab>nchar(n) Dados do tipo caractere, de tamanho fixo (n) com  2 x número de
                 caracteres Unicode. n pode variar de 1 até 4000.    caracteres digitados
                 Caracteres Unicode utilizam 2 bytes por caractere,                no campo.
                 mas em contrapartida suportam todos os caracteres
                 internacionais, tais como os utilizados no alfabeto
                 Chinês ou Árabe.

<Tab>ntext        Pode conter caracteres Unicode. É um campo de   16 bytes por
                            tamanho variável, podendo conter até (2^30)          ponteiro, mais 2
                            caracteres (1.073.741.823 caracteres). A coluna     bytes x número
                            do tipo ntext não contém os dados mas sim um      caracteres digitados
                            ponteiro para o arquivo com os dados, os quais são              para o campo.
                            armazenados separadamente dos dados da tabela.

<Tab>nvarchar                                                                                    Pode conter caracteres Unicode. É um campo de             2 bytes vezes o
                            tamanho variável, com n variando de 1 até 4000.   número de caracteres
                                                                                                                        digitados para o
                                                                                                                        campo.

<Tab>real         É um número decimal variando de –1.18E – 38      4 bytes
                            até 3.40E + 38. É o mesmo que float(24).

<Tab>smalldatetimePode conter valores de data e hora, no            4 bytes
                            período de 01/01/1900 até 06/06/2079.

<Tab>smallint  Pode conter números inteiros na faixa de -(2^15)   2 bytes
                            (-32.768) até (2^15)-1 (32.767).

<Tab>smallmoneyPode conter valores monetários na faixa            4 bytes
                            -214.748,3648 até 214.748,3647.

<Tab>sql_variantPermite valores de diferentes tipos                         Variável
                           

<Tab>table       Pode ser utilizada para tabelas temporárias, para  Varia com a definição
                            definir uma variável local ou para retornar da tabela.
                            valores a partir de uma função definida pelo usuário.

<Tab>text         Utilizado para valores de texto com tamanho            16 bytes por caracter
variável e maiores do que 8000 caracteres.
Pode conter até (2^31)-1.

<Tab>timestampUma coluna do tipo timestamp é atualizada,                         8 bytes
                            automaticamente, toda vez que uma linha for
                            inserida ou alterada. Podemos ter somente uma
                            coluna do tipo timestamp por tabela.

<Tab>tinyint      Inteiro variando de 1 até 255.                                      1 byte

<Tab>unique-identifierContém um binário de 16 bytes, o qual é um             16 bytes
                            globally unique identifier (GUID). Não são gerados
                            dois valores iguais, nunca, para um campo deste
                            tipo.

<Tab>varbinaryPode conter um valor binário de tamanho               Tamanho dos
                            variável de 1 até 8000 bytes.                                        dados + 4 bytes

<Tab>varchar(n)Pode conter dados do tipo caracter, não Unicode,                Tamanho dos
                            variando n de 1 até 8000 caracteres no máximo.    dados digitados

Dois novos tipos de dados foram disponibilizados com o SQL Server 2005: varbinary(max) e XML. Vamos apresentar estes dois tipos, logo a seguir.

Um dato do tipo varbinary(n | max) pode conter dados binários, de tamanho variável. O valor de n pode variar de 1 até 8000, Max indica o tamanho máximo de armazenamento, o qual é de 2^31 – 1 bytes. O espaço de armazenamento é igual ao tamanho do dado + 2 bytes. Quando o valor de n não for especificado, será assumido como n=1. O uso de varbinary(n | Max) é indicado para colunas, cujo tamanho dos dados varia muito de registro para registro. Quando o tamanho for mais ou menos fixo, é mais indicado o uso do tipo binary. Também é recomendado o uso de varbinary(Max), quando o tamanho dos dados exceder 8000 bytes.

Grande parte das melhorias do SQL Server 2005 são na área do tratamento e trabalho de dados no formato XML. Uma das novidades é justamente a disponibilidade de um novo tipo possível para uma coluna, justamente o tipo XML. Este tipo de dado permite que documentos XML ou partes de documentos sejam gravados em colunas de uma tabela e que o formato XML seja mantido (o que evidentemente é o mais importante). É possível a criação de colunas e também de variáveis de programação do tipo XML, as quais poderão conter dados no padrão XML. Este é um grande avanço e uma novidade muito bem vinda, para todos que precisam trabalhar com o padrão XML, no SQL Server 2005.

Para detalhes sobre os tipos de dados disponíveis no SQL Server 2005, você pode consultar o tópico Transact-SQL Reference, no Books OnLine.

« Capítulo anterior Curso Completo de SQL Server 2005 - Júlio Battisti Δ Página principal Curso Completo de SQL Server 2005 - Júlio Battisti ¤ Capítulos Curso Completo de SQL Server 2005 - Júlio Battisti Próxima lição »

Best Sellers de Excel do Julio Battisti

Todos com Vídeo Aulas, E-books e Planilhas de Bônus!

Aprenda com Júlio Battisti:
Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos - Passo a Passo

 Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 540 | Editora: Instituto Alpha

 

[Livro]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Básico em 140 Lições - Através de Exemplos Práticos

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 952 | Editora: Instituto Alpha

 

Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados, Tabelas Dinâmicas, Funções Avançadas, Macros e Programação VBA - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1124 | Editora: Instituto Alpha

 

[LIVRO]: Aprenda com Júlio Battisti: Macros e Programação VBA no Excel 2010 Através de Exemplos Práticos e Úteis - Passo a Passo

Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

 

Autor: Júlio Battisti | Páginas: 1338 | Editora: Instituto Alpha

 

[A BÍBLIA DO EXCEL]: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 - Curso Completo - Do Básico ao Avançado, Incluindo Macros e Programação VBA - Através de Exemplos Práticos Passo a Passo

Todos os livros com dezenas de horas de vídeo aulas de bônus, preço especial (alguns com 50% de desconto). Aproveite. São poucas unidades de cada livro e por tempo limitado.

Dúvidas?

Utilize a área de comentários a seguir.

Me ajude a divulgar este conteúdo gratuito!

Use a área de comentários a seguir, diga o que achou desta lição, o que está achando do curso.
Compartilhe no Facebook, no Google+, Twitter e Pinterest.

Indique para seus amigos. Quanto mais comentários forem feitos, mais lições serão publicadas.

Quer receber novidades e e-books gratuitos?
›››

Novidades e E-books grátis

Fique por dentro das novidades, lançamento de livros, cursos, e-books e vídeo-aulas, e receba ofertas de e-books e vídeo-aulas gratuitas para download.



Institucional

  • Quem somos
  • Garantia de Entrega
  • Formas de Pagamento
  • Contato
  • O Autor
  • Endereço

  • Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda
  • CNPJ: 08.916.484/0001-25
  • Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 Universitário
  • Santa Cruz do Sul/RS
  • CEP 96816-208
  • Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2017 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI