NUNCA MAIS PASSE RAIVA POR NÃO CONSEGUIR RESOLVER UM PROBLEMA COM O EXCEL - GARANTIDO!

UNIVERSIDADE DO VBA - Domine o VBA no Excel Criando Sistemas Completos - Passo a Passo - CLIQUE AQUI

Você está em: PrincipalTutoriaisKeniareis : Dicionarioinfo008
Quer receber novidades e e-books gratuitos?

FILTRO DE TUTORIAIS:


Mini-Dicionário Técnico de Informática- Parte 8

 

Objetivos:

 

O objetivo desse dicionário é conter algumas palavras usadas na informática e que muitas das vezes não sabemos o significado, então com o objetivo de ampliar o conhecimento de quem deseja saber mais sobre palavras técnicas utilizadas na informática.

 

Introdução:

 

Na Sexta parte desse tutorial será abordadas palavras de  iniciais T e U  usadas na informática e seus significados.

 

T

 

Tabela de alocação de arquivos (FAT) » Sistema de arquivos usado pelo MS-DOS e outros sistemas operacionais baseados em Windows para organizar e gerenciar arquivos. A tabela de alocação de arquivos (FAT) é uma estrutura de dados que o Windows cria quando você formata um volume usando sistemas de arquivos FAT ou FAT32. O Windows armazena informações sobre cada arquivo na FAT para que possa recuperá-lo posteriormente.

 

Tabela de arquivos mestre (MFT) » Arquivo de sistema NTFS nos volumes formatados NTFS que contém informações sobre cada arquivo e pasta no volume. O MFT é o primeiro arquivo em um volume NTFS.

 

Tabela de partição GUID (GPT) » Esquema de particionamento de disco usado pela interface de firmware flexível (EFI) em computadores compatíveis com Itanium. A GPT oferece mais vantagens do que a partição do registro de inicialização principal (MBR), pois permite até 128 partições por disco, fornece suporte a volumes de até 18 exabytes, permite tabelas de partição primárias e de backup para redundância e oferece suporte a identificadores (GUIDs) de partição e disco exclusivos.

 

Tag » Barras em códigos html que fornecem a descrição de como montar a página no browser do cliente.

 

Tamanho da memória virtual » No Gerenciador de tarefas, a quantidade de memória virtual, ou espaço de endereço, destinada a um processo.

 

Taxa de amostragem » O numero de amostras por segundo de um som digitalizado.Para ter qualidade de CD, são necessárias 44.000 amostras por segundo, com 16 bits de resolução por amostra.

 

Taxa de atualização » A freqüência com que a tela de vídeo é redesenhada para evitar que a imagem fique piscando. A área da imagem inteira da maioria dos monitores é atualizada aproximadamente 60 vezes por segundo.

 

Taxa de bits constante (CBR) » Tipo de serviço ATM que dá suporte à alocação constante de largura de banda. Esse tipo de serviço é usado para transmissões de voz e vídeo que requeiram pouca ou nenhuma perda de célula e controles de tempo rigorosos durante a transmissão.

 

Taxa de transmissão » A velocidade na qual um modem se comunica. A taxa de transmissão refere-se ao número de vezes em que a condição da linha é alterada. Será equivalente a bits por segundo somente se cada sinal corresponder a um bit de dados transmitidos.

 

TCP/IP » Protocolo de controle de transmissão/ Protocolo de Internet. Os dois protocolos básicos da Internet, usados para vibializar a transmissão e troca de dados de redes diferentes, permitindo assim, que os computadores se comuniquem.

 

Teclas de aderência » Recurso do teclado que permite que você pressione uma tecla modificadora (CTRL, ALT ou SHIFT) ou a tecla de logotipo do Windows e a mantenha ativa até que uma tecla não-modificadora seja pressionada. É útil para pessoas que têm dificuldade de pressionar duas teclas simultaneamente.

 

Teclas de alternância » Recurso que define seu teclado para apitar quando uma das teclas de bloqueio (CAPS LOCK, NUM LOCK ou SCROLL LOCK) é ativada ou desativada.

 

Teclas de filtragem » Recurso do teclado que o faz ignorar teclas pressionadas breve ou repetidamente. Você também pode ajustar a taxa de repetição do teclado, que é a taxa em que uma tecla é repetida quando você a mantém pressionada.

 

Teclas para mouse » Recurso do teclado que permite que o usuário utilize o teclado numérico para mover o ponteiro do mouse, clicar, clicar duas vezes e arrastar.

 

Telnet » Protocolo de emulação de terminal muito utilizado na Internet para logon em computadores de rede. Telnet também indica o aplicativo que usa o protocolo Telnet para os usuários que fazem logon de locais remotos.

 

Tema » Conjunto de elementos visuais que fornecem uma aparência unificada para a área de trabalho do computador. Um tema determina a aparência dos diversos elementos gráficos da sua área de trabalho, como as janelas, os ícones, as fontes, as cores e as figuras de plano de fundo e do protetor de tela. Também pode definir os sons associados a eventos como abertura e fechamento de um programa.

 

Tempo de CPU » No Gerenciador de tarefas, o tempo total do processador, em segundos, usado por um processo desde que foi iniciado.

 

Tempo de failover » O período de tempo que um recurso leva, individualmente ou em um grupo, para completar o processo de failover.

 

Tempo de vida (TTL) » Valor de timer incluído em pacotes enviados através de redes baseadas em TCP/IP que informa aos destinatários por quanto tempo devem manter ou usar o pacote ou quaisquer dados incluídos nele antes da expiração e do descarte do pacote ou dos dados. Para o DNS, os valores TTL são usados em registros de recurso em uma zona para determinar em quanto tempo os clientes devem armazenar em cachê e usar essas informações quando aparecerem em uma resposta de consulta de um servidor DNS para a zona.

 

Tentativa de processamento » No gerenciamento de cores, a abordagem usada para mapear as cores especificadas em um arquivo de imagem para a gama de cores do monitor ou da impressora. A gama de cores é o intervalo de cores que um dispositivo pode produzir.

 

Tentativa de união » As consultas de acompanhamento ou pesquisas sucessivas feitas para resolverem registros de união em uma zona para outros servidores DNS remotos que sejam autorizados para uma zona derivativa. Ao executarem a tentativa de união, os registros de recurso do servidor de nomes (NS) para servidores DNS delegados são perseguidos ou seguidos por consultas sucessivas, para resolverem os servidores denominados nos registros NS para os registros de recurso de endereço (A) de host e para obterem endereços IP do servidor.

 

Terminal » Dispositivo que consiste em uma tela de exibição e um teclado e que é usado para se comunicar com um computador.

 

Terabyte » Unidade de armazenamento de dados. Um terabyte equivalente a 1.024 Gigabyte.

 

Território » Conjunto de princípios de segurança, em um ambiente de rede diferente do Windows, sujeitos à autenticação do Kerberos.

 

Texto sem formatação » Dados não criptografados. Às vezes chamado de texto não criptografado.

 

TIFF » Tagged Image File Format- Formato de arquivo que descreve imagens bitmaps, com ou sem compressão.

 

Timeline » Linha de Tempo- A parte mais crucial da interface do flash. È onde você vai organizar seus trabalhos, sincronizar imagens e sons, definir a sobreposição dos objetos, a animação , a duração do filme, etc...

 

Time-out » Tempo esgotado- Sinal que um dispositivo emite quando chegou o tempo limite, no qual estava esperando receber um informação.

 

Tinta » Opção que permite a inserção de texto manuscrito. Em vez de converter o texto manuscrito em texto digitado, o texto é convertido em um objeto e exibido exatamente da maneira como você o escreveu.

 

Tipo de arquivo » No ambiente Windows, uma designação das características operacionais ou estruturais de um arquivo. O tipo de arquivo identifica o programa, como o Microsoft Word, que é utilizado para abrir o arquivo. Os tipos de arquivos são associados a uma extensão do nome do arquivo. Por exemplo, os arquivos com extensão .txt ou .log são do tipo documento de texto e podem ser abertos com qualquer editor de texto.

 

Tipo de arquivo personalizado » Geralmente, arquivos com extensões criadas para tipos especiais de arquivos. Os tipos de arquivos personalizados não são rastreados pelo Registro do sistema.

 

Tipo de arquivo registrado » Tipos de arquivos que são rastreados pelo Registro do sistema e são reconhecidos pelos programas instalados no computador.

 

Tipo de comutação » O tipo de interface ao qual o dispositivo ISDN está sendo conectado. O tipo de comutação também é chamado de comutador.

 

Tipo de fila » No Enfileiramento de mensagens, um identificador exclusivo (GUID) especificado pelo aplicativo que criou a fila.

 

Tipo de hardware » Classificação para dispositivos semelhantes. Por exemplo, o dispositivo de imagens é um tipo de hardware para câmeras digitais e scanners.

 

Tipo de quadro » Maneira como um tipo de rede, como Ethernet, formata dados para serem enviados em uma rede. Quando vários tipos de quadro são permitidos por um tipo de rede específico, os pacotes são estruturados de forma diferente e são, portanto, incompatíveis. Todos os computadores em uma rede devem usar o mesmo tipo de quadro para se comunicar. O tipo de quadro também é chamado de formato de quadro.

 

Tipos de backup » Tipo que determina quais dados sofrem o backup e a forma como o backup é feito. Há cinco tipos de backup: de cópia, diário, diferencial, incremental e normal.

 

Tipografia » Oficio de criare/ou estudar símbolos que possam ser interpretados como caracteres ortográficos e para-ortografico( sinais de pontuação).

 

Tolerância a falhas » A capacidade que um hardware ou software de computador possui de assegurar a integridade dos dados quando ocorrem falhas de hardware. Os recursos de tolerância a falhas aparecem em diversos sistemas operacionais e incluem volumes espelhados, volumes RAID-5 e clusters de servidores.

 

Topologia » No Windows, as relações entre um conjunto de componentes de rede. No contexto de replicação do Active Directory, topologia se refere ao conjunto de conexões que os controladores de domínio usam para replicar informações entre si.

 

Topologia de replicação » Descrição de conexões físicas entre réplicas e sites. Em contrapartida, as topologias do DFS descrevem as conexões lógicas.

 

Topologia DFS » A hierarquia lógica global do sistema de arquivos distribuídos (DFS), incluindo elementos como raízes, conexões, pastas compartilhadas e conjuntos de réplica, conforme descrito no console administrativo do DFS. Não deve ser confundida com o espaço para nome DFS, que é o modo de exibição lógico dos recursos compartilhados visto pelos usuários.

 

Trabalho de impressão » O código fonte que contém os dados a serem impressos e os comandos para impressão. Os trabalhos de impressão são classificados em tipos de dados com base nas modificações, se houver, que o spool deve fazer no trabalho para que ele seja impresso corretamente.

 

Traffic » Trafego de dados na rede. Quando a quantidade de dados que trafega é muito grande, a rede torna-se congestionada e as transferências ficam cada vez mais lentas.

 

Transação » No Enfileiramento de mensagens, o emparelhamento de duas ou mais ações que são realizadas juntas como uma única ação. A ação tem êxito ou falha como um todo. O uso do Coordenador de transações distribuídas da Microsoft (MS DTC) assegura que as duas ações tenham êxito ou que nenhuma seja executada.

 

Transceptor » Dispositivo que pode transmitir e receber sinais. Em redes locais (LANs), um transceptor é o dispositivo que conecta um computador à rede e converte sinais entre formas seriais e paralelas.

 

Transferência de arquivos via infravermelho » Transferência de arquivos sem uso de fios entre um computador e outro computador ou dispositivo usando luz infravermelha.

 

Transferência de zona » A sincronização de dados DNS autorizados entre servidores DNS. Um servidor DNS configurado com uma zona secundária consulta periodicamente os servidores DNS principais para sincronizar seus dados de zona.

 

Transferência de zona incremental (IXFR) » Tipo de consulta alternativa que pode ser usado por alguns servidores DNS para atualizar e sincronizar dados da zona quando uma zona for alterada. Quando a transferência de zona incremental tiver suporte entre os servidores DNS, eles poderão manter o controle e transferir somente as alterações incrementais do registro de recurso entre cada versão da zona.

 

Transferência de zona plena (AXFR) » O tipo de consulta padrão que tem suporte de todos os servidores DNS para atualizar e sincronizar os dados da zona quando ela for alterada. Quando houver uma consulta DNS usando a AXFR como o tipo especificado de consulta, toda a zona será transferida como resposta.

 

Treinamento » O processo de ensinar ao mecanismo de reconhecimento de fala a reconhecer sua voz e seu jeito de falar. O mecanismo de fala procura padrões no seu jeito de falar, possibilitando maior precisão quando você dita um texto.
Trialè Versão distribuída gratuitamente de um software, para que o usuário possa testá-lo.

 

Tutorial » Curso, Treinamento.

 

TTL mínimo » Tempo de vida (TTL) padrão definido em segundos para ser usado com todos os registros de recurso de uma zona. Esse valor é definido no registro de recurso Início de autoridade (SOA) para cada zona. Por padrão, o servidor DNS inclui esse valor nas respostas a consultas para informar aos destinatários por quanto tempo ele pode armazenar e usar os registros de recursos fornecidos na resposta à consulta antes que os dados de registros armazenados expirem. Quando os valores TTL forem definidos para os registros de recurso individuais, eles substituirão o TTL mínimo.

 

TWAIN » A instalação de um Scanner, quase sempre se resume à instalação de um drive TWAIN. “ Drive” neste caso , é apenas uma maneira de dizer, pois o “drive” TWAIN é, na verdade, apenas um pequeno programa encarregado de controlar o scanner.

 

Tweening » Uma das técnicas de animação quadro-a-quadro.

 

U

 

Unicode » Padrão de codificação de caracteres desenvolvido pelo Unicode Consortium que representa quase todos os idiomas escritos do mundo. O conjunto de caracteres Unicode tem várias formas de representação, incluindo UTF-8, UTF-16 e UTF-32. A maioria das interfaces Windows usa o formato UTF-16.

 

Unidade » Área de armazenamento formatada com um sistema de arquivos e que possui uma letra de unidade. O dispositivo de armazenamento pode ser um disquete, CD, disco rígido ou outro tipo de disco. Você pode visualizar o conteúdo de uma unidade clicando em seu ícone no Windows Explorer ou em Meu computador.

 

Unidade de alocação » A menor quantidade de espaço em disco que pode ser alocada para armazenar um arquivo. Todos os sistemas de arquivo usados pelo Windows organizam discos rígidos com base nas unidades de alocação. Quanto menor o tamanho da unidade de alocação utilizada, mais eficiente será o armazenamento de informações no disco. Se você não especificar um tamanho da unidade de alocação durante a formatação do disco, o Windows selecionará o tamanho padrão com base no tamanho do volume. Os tamanhos padrão são selecionados para reduzir a quantidade de espaço perdido e a quantidade de fragmentação no volume. Uma unidade de alocação também é chamada de cluster.

 

Unidade de DVD » Dispositivo de armazenamento em disco que usa a tecnologia de disco de vídeo digital (DVD). Uma unidade de DVD lê CD-ROMs e DVDs. No entanto, você deve ter um decodificador DVD para exibir filmes DVD na tela do computador.

 

Unidade lógica » Volume que você cria dentro de uma partição estendida em um disco básico de registro mestre de inicialização (MBR). As unidades lógicas são semelhantes às partições primárias, exceto pelo fato de que você está limitado a quatro partições primárias por disco, embora possa criar um número ilimitado de unidades lógicas por disco. Uma unidade lógica pode ser formatada e ter uma letra de unidade atribuída a ela.

 

Unidade montada » Unidade instalada em uma pasta vazia em um volume NTFS. As unidades montadas funcionam da mesma maneira que qualquer outra unidade, mas recebem um rótulo ou nome em vez de uma letra de unidade. O nome da unidade montada é obtido com um caminho de sistema de arquivos completo em vez de somente uma letra de unidade. Os participantes do grupo Administradores podem usar o Gerenciamento de disco para criar unidades montadas ou reatribuir letras de unidades.

 

Unidade organizacional » Objeto recipiente do Active Directory usado nos domínios. Uma unidade organizacional é um recipiente lógico em que usuários, grupos, computadores e outras unidades organizacionais são colocados. Pode conter objetos somente de seu domínio pai. Uma unidade organizacional é o menor escopo ao qual um objeto de diretiva de grupo pode ser vinculado ou pelo qual uma autoridade administrativa pode ser delegada.

 

UNIX » Sistema operacional desenvolvido em 1969, pela empresa americana AT&T, capaz de executar ao mesmo tempo varias tarefas solicitadas por diferentes usuários simultaneamente.

 

UDP » Protocolo usado para transmitir vídeo através da Internet, de maneira mais rápida e confiável, mas a conexão não pode apresentar falhas ao longo da transmissão do arquivo.

 

UP-date » Atualizar.

 

Upgrade » Atualização.Significa troca alguns componentes para melhorar a performance de um PC antigo.

 

Upload » É a transferência de um arquivo do seu computador para outro computador.

 

URL » É um protocolo de comunicação que emprega um método uniforme para designar a localização de um determinado tipo de informação na Internet.

 

USB » Nova interface para conexão ao micro, com funcionamento Plug and Play, capaz de receber, de maneira simples e rápida, até 127 dispositivos externos, ligados por meio de um concentrador.

 

Usabilidade » A usabilidade é a relação que se estabelece entre as ferramentas de trabalho e os usuários das mesmas.

 

Uso de CPU » No Gerenciador de tarefas, a porcentagem de tempo em que o processo usou a CPU desde a última atualização. Na guia Processo do Gerenciador de tarefas, o cabeçalho da coluna é CPU.

 

Uso de memória » No Gerenciador de tarefas, o conjunto de tarefas atualmente ativo, em quilobytes. O conjunto atualmente ativo é o número de páginas residentes na memória no momento. Na guia Processo do Gerenciador de tarefas, o cabeçalho da coluna é Uso de memória.

 

Usuário » Pessoa que usa um computador. Se o computador estiver conectado a uma rede, o usuário poderá acessar os programas e arquivos no computador, assim como os localizados na rede (dependendo das restrições de conta determinadas pelo administrador da rede).

 

Usuário local » Pessoa que usa um computador que não esteja conectado a uma rede. Um usuário local é geralmente alguém que usa um computador em casa.

 

Usuário padrão » O perfil que serve como base para todos os perfis de usuários. Todo perfil de usuário começa como uma cópia do perfil de usuário padrão.

 

Usuários » Grupo especial que contém todos os usuários que têm permissões de usuário no servidor. Quando um usuário de Macintosh atribui permissões a todos, essas permissões são dadas aos convidados e usuários do grupo.

 

Usuários e computadores do Active Directory » Ferramenta administrativa destinada à realização de tarefas de administração diárias do Active Directory. Essas tarefas incluem a criação, exclusão, modificação, movimentação e definição de permissões em objetos armazenados no diretório. Esses objetos incluem unidades organizacionais, usuários, contatos, grupos, computadores, impressoras e objetos de arquivo compartilhados.

 

User » O usuário dos serviços de um computador, normalmente registrado através de um login e um password.

 

Conclusão

 

Nesta parte do tutorial abordei algumas palavras de iniciais T e U  usadas na informática. Na próxima parte deste tutorial outras palavras seguindo a ordem alfabética e descrevendo seus significados.

 

Quer receber novidades e e-books gratuitos?

Cursos Online

  • Banco de Dados
  • Carreira
  • Criação/Web
  • Excel/Projetos
  • Formação
  • + Todas as categorias
  • Contato: Telefone: (51) 3717-3796 | E-mail: webmaster@juliobattisti.com.br | Whatsapp: (51) 99627-3434

    Júlio Battisti Livros e Cursos Ltda | CNPJ: 08.916.484/0001-25 | Rua Vereador Ivo Cláudio Weigel, 537 - Universitário, Santa Cruz do Sul/RS, CEP: 96816-208

    Todos os direitos reservados, Júlio Battisti 2001-2020 ®

    [LIVRO]: MACROS E PROGRAMAÇÃO VBA NO EXCEL 2010 - PASSO-A-PASSO

    APRENDA COM JULIO BATTISTI - 1124 PÁGINAS: CLIQUE AQUI